UOL Notícias Notícias
 

19/09/2008 - 09h43

Bolsas européias disparam com setor financeiro

Londres - As principais bolsas européias operam em forte alta hoje, com as ações do setor financeiro assumindo a dianteira, depois que o governo dos Estados Unidos anunciou planos de criar um fundo para comprar dívidas podres dos bancos de investimentos e outras instituições financeiras e os órgãos reguladores do Reino Unido e dos EUA proibiram temporariamente as vendas de ações a descoberto.

Às 9h35 (de Brasília), a Bolsa de Londres disparava 8,92%, a Bolsa de Paris avançava 8,08% e a Bolsa de Frankfurt subia 5,36%. Por volta do mesmo horário, as ações do banco francês Société Générale ganhavam 21%, o alemão Deutsche Börse subia 15% e belga-holandês Fortis avançava 17%. No Reino Unido, os britânicos Barclays disparava 28% e Lloyds TSB, 35%.

O Secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Henry Paulson, levantou a possibilidade de criar um veículo apoiado pelo governo, potencialmente de US$ 500 bilhões, para adquirir os ativos lastreados em hipotecas sem liquidez de credores, bancos e outras instituições financeiras, que são a raiz dos problemas que abatem os mercados.

Tal solução "pode reduzir a extensão de um ciclo vicioso de baixa de mercados em queda levando a mais necessidade de capital, menor liquidez e baixas contábeis", comentou o Deutsche Bank.

Ontem, a Autoridade de Serviços Financeiros (FSA, Financial Services Authority), órgão regulador do Reino Unido, anunciou a proibição temporária da venda a descoberto de ações do setor financeiro. A norma proíbe que os investidores abram ou aumentem suas posições a descoberto de ações de todas as companhias financeiras listadas em bolsa. A proibição vigora até 16 de janeiro de 2009, quando a FSA planeja publicar uma ampla revisão sobre as normas de venda a descoberto.

Hoje, a Securities and Exchange Commission (SEC, o órgão regulador do mercado de capitais americano) anunciou que, em caráter de emergência, estão proibidas as vendas a descoberto de posições em companhias financeiras por um período de 10 dias. As informações são da Dow Jones.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,21
    3,129
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h35

    0,04
    76.004,15
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host