UOL Notícias Notícias
 

14/09/2009 - 10h38

Wall Street abre em baixa de olho em disputa comercial

Nova York - Os principais índices de ações das Bolsas de Nova York abriram em baixa hoje, em meio a preocupações com a possibilidade de uma guerra comercial entre China e Estados Unidos no momento em que se completa um ano do colapso do Lehman Brothers. Às 10h35 (de Brasília), o Dow Jones caía 0,53%, o S&P 500 cedia 0,52% e o Nasdaq recuava 0,38%.

Na semana passada, o S&P 500 subiu 2,6%, marcando a melhor semana desde o período encerrado em 24 de julho, impulsionado pela melhora nas perspectivas de algumas companhias de microchips e da empresa de entregas FedEx. Durante o fim de semana, porém, o governo dos EUA impôs novas tarifas sobre pneus chineses e o governo de Pequim afirmou que vai lançar uma investigação antidumping sobre as vendas de frango e de produtos automotivos norte-americanos.

"Qualquer disputa e sanção relacionada a comércio entre EUA e China, os dois países mais importantes da economia global, podem carregar implicações significativas", afirmou Qing Wang, economista do Morgan Stanley para China. Também no fim de semana, a Corus Bankshares foi fechada pelos órgãos reguladores federais, depois de ter sido arruinada por apostas em bens imóveis comerciais.

Hoje o presidente Barack Obama fará um discurso por volta das 13 horas (de Brasília) sobre a crise financeira, como parte de um esforço da Casa Branca para reacender a reforma bancária. Três membros do Federal Reserve (Fed, banco central norte-americano) também fazem discursos hoje. No pré-mercado em Wall Street, a Sprint Nextel subia 13,53% após relatos de que a Deutsche Telekom contratou o Deutsche Bank como consultor sobre uma possível oferta à empresa norte-americana. As informações são da Dow Jones.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    15h09

    0,32
    3,290
    Outras moedas
  • Bovespa

    15h17

    -0,44
    62.980,09
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host