UOL Notícias Notícias
 

15/09/2009 - 10h07

Bovespa abre em alta e supera os 59 mil pontos

São Paulo - A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) abriu em alta, sustentada pelos bons resultados dos indicadores econômicos norte-americanos já anunciados, que puxaram os mercados internacionais para as máximas desta manhã. Depois de fechar ontem no maior nível desde julho de 2008, o índice Bovespa (Ibovespa) testou o patamar dos 59 mil pontos no início do pregão de hoje, mas analistas alertam que os níveis elevados em que a Bolsa se encontra abrem espaço para uma correção no curto prazo. Às 10h05, o Ibovespa subia 0,30%, aos 59.047 pontos.

Apesar de os mercados seguirem voláteis, analistas comentam que uma realização mais representativa não vem ocorrendo nas principais bolsas do mundo por conta de dados que seguem mostrando recuperação da atividade econômica global. "De um lado, os ganhos recentes e os patamares esticados dos preços dos ativos dão margem para ajustes pontuais. De outro, a agenda econômica favorável limita a correção dos preços", afirma o economista-chefe do Banco Schahin, Sílvio Campos Neto.

Na agenda de hoje, a alta de 2,7% das vendas no varejo dos Estados Unidos em agosto superou a previsão (+2%) e mostrou que o consumidor norte-americano voltou às compras, apesar da piora do mercado de trabalho. Excluindo as vendas de automóveis, que foram infladas pelo programa da administração Obama "Dinheiro por Sucata", o comércio varejista dos EUA subiu 1,1% no mês passado, também melhor que a previsão de +0,4%.

Também na agenda norte-americana, o índice Empire State, do Fed de New York, subiu a 18,88 em setembro, acima do previsto e para o maior nível desde o fim de 2007, confirmando que a região está deixando a recessão para trás. Ainda está prevista para hoje, às 11 horas, a fala do presidente do Federal Reserve (Fed, banco central norte-americano), Ben Bernanke, sobre um ano da crise. Bernanke deve falar sobre em que ponto está a economia dos EUA agora.

No Brasil, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) informou que as vendas do comércio varejista subiram 0,5% em julho ante junho e aumentaram 5,9% na comparação com julho do ano passado, dentro do estimado pelo mercado para ambas as bases de comparação. No ano até julho, as vendas do varejo nacional acumulam alta de 4,7% e, em 12 meses, de 5,8%.

O dado pode ter alguma repercussão positiva nos papéis de empresas do setor de consumo. Além disso, os investidores também devem repercutir mais uma descoberta da Petrobras na área do pré-sal da Bacia de Santos, desta vez na área de Abaré Oeste. Outra notícia que deve ser destaque hoje é a compra da Seara Alimentos por parte do Marfrig Group por US$ 706,2 milhões mais US$ 193,8 milhões em assunção de endividamento.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,48
    3,144
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,53
    75.604,34
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host