UOL Notícias Notícias
 

01/12/2009 - 18h08

Por reajuste, aviação civil ameaça greve no Natal

São Paulo - Os trabalhadores da aviação civil de todo o País ameaçam entrar em greve na véspera do Natal deste ano, caso as empresas aéreas não concedam aumento real nos salários das categorias. A afirmação foi feita hoje pelo presidente da Federação Nacional dos Trabalhadores em Aviação Civil (Fentac/CUT), Celso Klafke, durante manifestação no Aeroporto Internacional André Franco Montoro (Cumbica), em Guarulhos (SP).

Cerca de trezentos manifestantes participaram da atividade promovida por sindicatos de aeroviários e pelo Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA), todos filiados à Central Única de Trabalhadores (CUT). Os trabalhadores querem aumento de 10% sobre os salários, criação de novos pisos, além de pleitos sociais.

Amanhã, os sindicatos reúnem-se com representantes do Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias (SNEA) para dar continuidade às negociações pela renovação da Convenção Coletiva de Trabalho das categorias. A data-base das categorias é 1º de dezembro. Segundo nota do sindicato, "as empresas afirmam que não podem reajustar os salários acima da inflação e propõem aumento de cerca de 4% aos trabalhadores". O SNEA também quer ampliar de 30 para 60 dias o período para compensação de horas extras.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -1,03
    3,146
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,09
    68.714,66
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host