UOL Notícias Notícias
 

22/12/2009 - 20h39

Aumento na venda de imóveis impulsiona Bolsas de NY

Nova York - Os índices do mercado de ações dos EUA fecharam em alta - com Nasdaq e S&P 500 renovando as máximas de fechamento do ano -, impulsionados por um aumento maior que o previsto nas vendas de imóveis residenciais usados no país, que ofuscou um ajuste para baixo na taxa de crescimento da economia norte-americana no terceiro trimestre. O Dow Jones subiu 50,79 pontos, ou 0,49%, para 10.464,93 pontos, puxado por componentes como a Boeing, que fechou em alta de 1,47% após anunciar que comprou uma participação de 50% da Alenia North America na Global Aeronautica, tornando-se a única proprietária da companhia. A Global Aeronautica é uma das empresas envolvidas na produção de componentes do 787 Dreamliner.

Ainda entre os componentes do Dow Jones, também subiram de forma acentuada Home Depot (+1,14%) e IBM (+0,99%). O Nasdaq avançou 15,01 pontos, ou 0,67%, para 2.252,67 pontos, fechando no maior nível desde setembro de 2008, enquanto o S&P 500 tinha alta de 3,97 pontos, ou 0,36%, para 1.118,02 pontos - fechamento mais alto desde outubro do ano passado.

As vendas de imóveis residenciais usados nos EUA cresceram 7,4% em novembro, para a taxa anualizada de 6,54 milhões, de acordo com dados da Associação Nacional de Corretores de Imóveis do país (NAR, na sigla em inglês). Analistas consultados pela Dow Jones esperavam aumento de 3,3% nas vendas. Os dados beneficiaram particularmente os papéis de empresas ligadas ao setor imobiliário, como construtoras, já que o aumento nas revendas de moradias tende a anteceder o crescimento nas vendas de imóveis residenciais novos. A Pulte Homes fechou em alta de 4,7%.

Antes da publicação dos dados sobre vendas de imóveis pela NAR, o Departamento de Comércio dos EUA divulgou que o Produto Interno Bruto (PIB) do país cresceu à taxa anualizada de 2,2% no terceiro trimestre, após contração de 0,7% no segundo trimestre. No mês passado, o órgão havia revisado o crescimento para 2,8%, de uma estimativa preliminar informada antes de expansão de 3,5%. O ajuste, no entanto, não teve impactos significativo nas bolsas.

O volume negociado na Bolsa de Valores de Nova York (Nyse, na sigla em inglês) alcançou 956 milhões de ações, de 1,013 bilhão de ações na segunda-feira. No Nasdaq, o volume somou 1,673 bilhão de ações negociadas, de 1,808 bilhão de ações ontem; 1.603 ações subiram e 1.108 caíram. As informações são da Dow Jones.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host