UOL Notícias Notícias
 

23/12/2009 - 11h16

Em SP, 1 milhão de veículos não fazem inspeção

São Paulo - Um milhão de veículos da frota paulistana convocada para a inspeção veicular ambiental não apareceram para realizar o teste que regula a emissão de poluentes na capital. O número representa 43,5% dos 2,3 milhões de veículos que já deveriam ter sido vistoriados e regulados até o fim do mês passado. Por força de lei municipal, esse conjunto de veículos, equivalente a um sexto da frota registrada na capital, teve o licenciamento bloqueado no Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran-SP), está sujeito à multa de R$ 550 se for flagrado trafegando pela cidade e precisa acertar a situação até 31 de janeiro.

A inspeção ambiental foi criada para reduzir a emissão veicular de poluentes e está sendo implementada de forma gradativa na capital paulista desde 2008. Neste ano, o teste é obrigatório para 2,5 milhões. Em 2010, toda a frota paulistana de 6 milhões de veículos será convocada, a partir de fevereiro.

A frota ausente de 1 milhão é o resultado de tabulação feita com base nos dados fornecidos pela Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente. A pasta fez um balanço do programa até 30 de novembro, data em que o prazo final para a inspeção já havia expirado para 90% da frota convocada. A maior parte do grupo obrigado a fazer a inspeção neste ano é formada por cerca de 1,5 milhão de automóveis fabricados entre 2003 e 2008, uma frota considerada "jovem" e que, portanto, estaria mais legalizada e assim mais suscetível a fazer o teste.

Tomando por base somente a frota para a qual o prazo já estourou, a adesão dos carros gira em torno de 73%, o maior comparecimento entre todos os tipos de veículos convocados. As motos continuam a ser as vilãs do programa até agora. A adesão das motocicletas é a mais baixa: apenas 28% de comparecimento na parcial de 30 de novembro.

Dados da poluição

Para cada 12 veículos vistoriados pelo programa que pretende melhorar a qualidade do ar da capital, um foi forçado a regular a emissão de poluentes. De 1,3 milhão de veículos submetidos ao teste ambiental, 110 mil foram reprovados no primeiro teste. Os demais 1,2 milhão, ou 91,89% do total, foram aprovados.

O alto índice de aprovação direta se refletiu até nos grupos mais poluidores, como nos veículos a diesel e nas motos. O pior porcentual de aprovados é de 68%, da frota formada por picapes, jipes, vans e similares. Caminhões, motos, ônibus e carros vêm a seguir, com índices de aprovação de 72%, 86%, 87% e 95%, respectivamente. As informações são do Jornal da Tarde.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host