UOL Notícias Notícias
 

28/12/2009 - 15h21

Polícia alagoana prende pai de Eloá

Maceió - O ex-cabo da Polícia Militar de Alagoas Everaldo Pereira dos Santos, pai da estudante Eloá Pimentel, morta a tiros pelo namorado em outubro do ano passado em Santo André (SP), foi preso hoje na periferia de Maceió. Everaldo estava foragido desde a morte da filha. Ele é acusado de integrar a gangue fardada, organização criminosa composta por policiais militares e civis, que durante os anos 90 foi acusada de vários crimes de pistolagem, assaltos, roubos e desmanche de veículos.

Em novembro deste ano, Everaldo Pereira foi condenado a 33 anos e seis meses de prisão pelos assassinatos do ex-delegado Ricardo Lessa e do seu motorista, Antenor Carlota da Silva, crime ocorrido em 1991. Além de Everaldo, que é conhecido como Amarelo, outro ex-cabo também foi condenado. Os dois foram julgados à revelia, durante um mutirão promovido pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e realizado pelo Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ-AL).

Everaldo Pereira foi preso após uma denúncia anônima. Ele foi encontrado numa casa da periferia de Maceió e estaria acompanhado de uma mulher, que também teria sido detida.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    15h49

    -0,13
    3,164
    Outras moedas
  • Bovespa

    15h54

    2,10
    70.079,17
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host