UOL Notícias Notícias
 

07/01/2010 - 15h01

Correção: Identificada vítima de queda de ponte no RS

Porto Alegre - A nota enviada anteriormente contém um erro. Havia cinco desaparecidos desde terça-feira devido ao desabamento da ponte sobre o Rio Jacuí, e não desde segunda-feira. Segue, na íntegra, a nota corrigida.

Foi identificado o corpo encontrado na manhã de hoje perto do local onde a ponte sobre o Rio Jacuí desabou com a força das águas, em Agudo, na região central do Rio Grande do Sul. Trata-se de Renato Camargo, de 32 anos, um dos cinco desaparecidos desde terça-feira, quando a estrutura de 314 metros de extensão na RSC-287 ruiu no momento em que várias pessoas estavam no local - a maior parte observava a cheia do Jacuí.

As chuvas continuam a provocar estragos em vários pontos do Estado. Na capital gaúcha, a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) interditou hoje uma ponte na zona sul da cidade. A lateral da construção de 7 metros de extensão, onde ficava uma passarela de pedestres, foi levada pela queda de um barranco e parte da pista cedeu em um buraco, informou o coordenador de fiscalização da EPTC, Edimar Pascoal. A ponte fica a aproximadamente 20 quilômetros do centro da cidade e o órgão aguarda avaliação da Secretaria de Obras.

Em 24 horas, Porto Alegre teve 32,5 milímetros de chuva, informou o meteorologista Gil Russo, do Instituto Nacional de Meteorologia. O habitual em todo o mês de janeiro na cidade é de 100 mm. As chuvas no Estado foram fortes na segunda e na terça-feira na região central. O município de Soledade registrou 125 mm na terça e 113 mm no dia anterior, para uma média de aproximadamente 150 mm no mês. Em Santa Maria, o volume foi de 135 milímetros entre os dias 1º e ontem, quando a média do mês na cidade é de 145 mm.

As chuvas deram uma trégua hoje ao Estado, quando começou a atuar uma massa de ar seco e frio, mas devem voltar no final de semana, disse Russo. Porém, o volume não deve ser o mesmo do começo da semana. Mesmo assim, a condição do solo, encharcados, fica mais prejudicada com a volta das chuvas, explicou.

Emergência

Desde o começo da semana, 15 municípios decretaram situação de emergência. A Defesa Civil registra 86 desabrigados - pessoas que perderam tudo e precisam dos abrigos públicos - e 998 desalojados - os que podem contar com ajuda de vizinhos e familiares - em 57 cidades afetadas. O órgão contabiliza seis mortos nos últimos dias, entre os quais quatro diretamente relacionados à enxurrada.

Dois corpos já tinham sido encontrados em Espumoso e Candelária no começo da semana e ontem à noite foi confirmada a morte de Jair Dias da Rosa, em Barros Cassal. A quarta vítima é Renato Camargo, um dos que estavam sobre a ponte do rio Jacuí. As outras duas ocorrências incluídas no boletim do órgão são de uma vítima de choque elétrico em Faxinal do Soturno e de um raio em Caxias do Sul.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host