UOL Notícias Notícias
 

13/01/2010 - 11h21

Lula lamenta morte de Zilda Arns

Brasília - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva lamentou nesta manhã a morte da coordenadora internacional da Pastoral da Criança, Zilda Arns, no terremoto do Haiti. A informação é do ministro de Relações Exteriores, Celso Amorim.

"O presidente estava absolutamente chocado, lamentou muito. (Zilda) é uma pessoa de grande projeção no País", afirmou Amorim, que se reuniu com o presidente e o ministro da Defesa, Nelson Jobim, para definir as providências que serão tomadas para socorrer brasileiros que estão no Haiti.

"Foi uma grande tragédia. Há vários tipos de preocupações, não apenas com a situação de brasileiros militares e civis mas também com a situação do povo haitiano", disse Amorim.

O ministro Nelson Jobim embarcará até o meio-dia para Belém, de onde pretende seguir para Porto Príncipe. Ele confirmou a morte de quatro militares brasileiros. Um deles acompanhava Zilda Arns.

Jobim disse que pretende fazer uma vistoria em Porto Príncipe para ajudar o governo brasileiro a identificar o que é possível fazer para ajudar o país. Ele disse que a sede da ONU onde funcionava o comando civil das Forças de Paz foi destruída, assim como um hotel usado por oficiais brasileiros.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,21
    3,129
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h35

    0,04
    76.004,15
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host