UOL Notícias Notícias
 

13/01/2010 - 15h33

Serra decreta luto de 3 dias pela morte de Zilda Arns

São Paulo - O governador de São Paulo, José Serra (PSDB), decretou hoje luto oficial de três dias pela morte da fundadora da Pastoral da Criança, Zilda Arns, no terremoto ocorrido ontem no Haiti. Serra anunciou também que vai dar o nome da médica ao Parque da Integração, em Sapopemba, na zona leste da capital paulista, que será inaugurado no sábado. O parque foi construído numa faixa de terra sob a qual existe uma adutora da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) e que corta vários bairros da região.

Mais cedo, em discurso realizado durante evento no Palácio dos Bandeirantes, Serra lamentou a morte da médica ao lembrar o trabalho dela para a redução da mortalidade infantil. "Zilda foi daquelas pessoas que vieram ao mundo buscar a felicidade pelo caminho da felicidade dos outros", disse o governador. "Era uma mulher extraordinária, a pessoa que mais fez pelo bem das crianças do nosso País."

A coordenadora internacional da Pastoral da Criança teve sua morte confirmada hoje pelo gabinete do senador e sobrinho Flávio Arns (PSDB-PR). Ela morreu durante o terremoto de 7 graus na Escala Richter que atingiu o Haiti, quando estava acompanhada de um tenente que participava da missão brasileira no país.

Zilda Arns Neumann era médica pediatra e sanitarista, fundadora e coordenadora internacional da Pastoral da Criança e fundadora e coordenadora nacional da Pastoral da Pessoa Idosa, além de ser representante da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), do Conselho Nacional de Saúde e membro do Conselho Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES).

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -1,03
    3,146
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,09
    68.714,66
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host