UOL Notícias Notícias
 

14/01/2010 - 11h09

Bovespa abre perto da estabilidade com Vale e exterior

São Paulo - A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) abriu perto da estabilidade o pregão de hoje, dividida entre o farto noticiário corporativo e a indefinição dos mercados internacionais, que operam na expectativa dos eventos econômicos previstos para o dia. Às 11h07, o índice Bovespa (Ibovespa) cedia 0,15%, a 70.282 pontos. A Bolsa também está de olho nas ações da Vale, que podem dar continuidade ao movimento de alta, reagindo ao rali do minério de ferro. A expectativa de reajuste mais forte do preço do minério de ferro foi fortalecido hoje, após a Rio Tinto informar que obteve recorde de produção e venda da commodity em 2009, puxada pela demanda chinesa. Em Londres, as cotações dos metais seguem em alta, assim como o petróleo, em Nova York.

CSN segue concentrando as atenções. A Camargo Corrêa chegou a um acordo para comprar uma participação de 17% na Cimpor, pertencente à Lafarge, segundo a edição de hoje do jornal português Diário Económico. O acordo com a empresa francesa facilita o plano de fusão entre o conglomerado brasileiro e a cimenteira portuguesa. Porém, a Lafarge negou que concluiu acordo para vender a fatia na Cimpor. Com isso, os investidores aguardam os próximos movimentos da CSN, após esse golpe da Camargo Corrêa. A siderúrgica fez uma oferta pela empresa de cimentos em dezembro, mas o lance foi rejeitado pelo conselho de administração da Cimpor.

Além de CSN e Vale, que já vinham recheando os negócios com notícias de seus respectivos setores, o Pão de Açúcar também trouxe novidades nesta manhã. Hoje, o grupo informou que as vendas líquidas tiveram um aumento de 44,6% no quarto trimestre de 2009 em relação a igual período de 2008, totalizando R$ 7,435 bilhões. Excluindo-se as operações do Ponto Frio, as vendas líquidas da companhia cresceram 17,6% na mesma base de comparação.

Também em relação ao setor varejista, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) informou hoje que as vendas no varejo cresceram 1,1% em novembro ante outubro, na série com ajuste sazonal. Na comparação com novembro de 2008, as vendas no comércio varejista aumentaram 8,7%.

No exterior, as bolsas operam travadas à agenda econômica dos Estados Unidos. O destaque fica para os dados de vendas no varejo norte-americano em pleno mês do Natal, que saem às 11h30. No mesmo horário, o Departamento do Trabalho divulga os números semanais dos pedidos de auxílio-desemprego. Às 13 horas, o Departamento do Comércio anuncia os estoques das empresas em novembro. Na temporada de balanços, a fabricante de chips Intel divulga, após o fechamento em Nova York, o balanço do quarto trimestre de 2009.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    10h49

    0,31
    3,137
    Outras moedas
  • Bovespa

    10h56

    -0,42
    75.074,06
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host