UOL Notícias Notícias
 

02/02/2010 - 18h30

Bovespa segue Nova York e sobe 0,89%; Petrobras cai

São Paulo - A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) trabalhou em sintonia com as Bolsas norte-americanas e seus ganhos só não foram maiores hoje por causa do recuo dos papéis da Petrobras. O clima mais ameno no exterior em razão de mais alguns bons indicadores dos Estados Unidos trouxe de volta investidores estrangeiros ao País, mas ainda com timidez, resultando num volume financeiro menor do que a média de janeiro.

Mas as ordens de compras conseguiram alçar o índice Bovespa de volta ao patamar de 67 mil pontos, para fechar aos 67.163,21, com ganho de 0,89%. Na máxima do dia, o índice tocou nos 67.321 pontos (+1,12%) e, na mínima, nos 66.539 pontos (-0,05%). No mês, acumula ganho de 2,69% e, no ano, perda de 2,08%. O giro financeiro totalizou R$ 5,763 bilhões. Os dados são preliminares.

A expectativa de aprovação amanhã do plano de ajuste fiscal da Grécia pela Comissão Europeia e os indicadores dos EUA sinalizando recuperação mais consistente da atividade no país ditaram o tom no exterior. Dois dados foram os destaques: o índice de vendas pendentes de imóveis residenciais nos EUA, que subiu 1% em dezembro ante novembro (previsão de estabilidade); à tarde, a Ford anunciou que suas vendas de veículos no mês passado nos EUA cresceram 24,6% em comparação com janeiro de 2009, o que levou os índices de ações momentaneamente para as máximas. Em seguida, a General Motors anunciou crescimento de 13,6% no total de vendas em janeiro, nos EUA, mas a Toyota Motor teve queda de 15,8% nas vendas na mesma comparação. Às 18h29, o Dow Jones subia 1,14%, o S&P ganhava 1,28% e o Nasdaq avançava 0,88%.

No Brasil, as blue chips fecharam em sentidos opostos. Vale ON encerrou estável e Vale PNA, com elevação de 0,14%, enquanto Petrobras ON perdeu 0,05% e Petrobras PN, -0,58%. Na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), o contrato de petróleo para março terminou em alta de 3,76%, a US$ 77,23 o barril. Os metais básicos também terminaram no azul.

Mas o destaque da Bovespa hoje foi o setor de telecomunicações. As ações da Oi lideraram as perdas, após a companhia anunciar pela manhã a suspensão da emissão de debêntures no valor de R$ 2,3 bilhões. Já os papéis da TIM avançam com notícia de que o governo italiano deu o sinal verde para a Telecom Italia ser vendida à Telefónica. Telemar PNA caiu 3,36%, Tele Norte Leste Par PN, 2,62% e ON, 2,53%. TIM Par ON subiu 5,41% e PN, 4,42%.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host