UOL Notícias Notícias
 

05/02/2010 - 18h40

Ibovespa recua 1,83% hoje e perde 4,03% na semana

São Paulo - Depois do tombo de ontem, os investidores guardavam esperanças de que o dado do nível de emprego nos EUA (payroll) pudesse dar algum alento ou direção aos negócios. Os dados vieram mistos e, num primeiro momento, até garantiram alívio. A percepção de que os números dos Estados Unidos continuam divergentes e ainda não é possível dar indícios sobre uma trajetória firme de crescimento, juntamente com o cenário sombrio europeu, fizeram as Bolsas acelerarem em trajetória de queda. A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), que se ressente da fuga de capitais externos, voltou hoje aos 62 mil pontos e chegou a tombar 4% no pior momento da sessão.

O Ibovespa terminou a sexta-feira em baixa de 1,83%, aos 62.762,70 pontos, o menor nível desde os 62.643,23 pontos de 3 de novembro de 2009. Na semana e no mês, recuou 4,03%, enquanto, em 2010, as perdas atingem 8,49%. Na mínima do dia, registrou 61.341 pontos (-4,06%) e, na máxima, 64.001 (+0,1%). O giro financeiro totalizou R$ 8,816 bilhões. Os dados são preliminares.

O indicador mais esperado da sexta-feira - e da semana - era o relatório do mercado de trabalho norte-americano. E ele não serviu para dissipar o mau humor que paira nas mesas nos últimos dias. O documento trouxe dados mistos. Enquanto a taxa de desemprego recuou para 9,7% em janeiro, ante previsão de 10,1%, o número de vagas fechadas somou 20 mil, ante previsão de estabilidade. Além disso, o Departamento de Trabalho norte-americano revisou em baixa os dados de dezembro, para um corte de 150 mil postos, dos 85 mil informados antes.

A avaliação positiva sobre os negócios teve fôlego curto e foi substituída pelas preocupações com a dívida soberana de países como Grécia, Portugal e Espanha, puxando para baixo os ativos de maior risco. Na Europa, a bolsa de Paris despencou 3,40% (-4,70% na semana); em Londres, o FT-100 caiu 1,53% (-2,46% na semana); a Bolsa de Frankfurt fechou com o Dax em baixa de 1,79% (-3,11% na semana); em Portugal, o PSI-20, da bolsa de Lisboa, perdeu 1,36% (-7,39% na semana); e, em Madri, o Ibex-35 cedeu 1,35% (-7,71% na semana). Nos EUA, às 18h22, o Dow Jones recuava 0,24%, o S&P tinha baixa de 0,13%, mas o Nasdaq subia 0,46%.

As ações ON da Petrobras caíram 1,78% e as PN perderam 2,41%. Na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex, na sigla em inglês), o petróleo terminou hoje em baixa de 2,67%, a US$ 71,19 o barril para março. Vale ON recuou 0,84% e PNA, 1,09%.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,12
    3,283
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,05
    63.226,79
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host