UOL Notícias Notícias
 

09/02/2010 - 18h34

Ibovespa sobe 2,48% e volta aos 64 mil pontos

São Paulo - A Bolsa de Valores de São Paulo engatou sua segunda sessão seguida de elevação, ultrapassando os 2% de ganhos e retornando aos 64 mil pontos, sustentada pelas esperanças de que a União Europeia aprovará um pacote de ajuda à Grécia. Tal perspectiva fez o euro subir e, por consequência, puxar os preços das matérias-primas (commodities) para cima, favorecendo o índice Bovespa também por este lado.

O Ibovespa fechou em alta de 2,48%, aos 64.718,17 pontos. Na mínima, registrou 63.164 pontos (+0,02%) e, na máxima, 65.526 pontos (+3,76%). No mês, a Bolsa ainda acumula perdas de 1,04% e, no ano, de -5,64%. O giro financeiro totalizou R$ 7,616 bilhões. Os dados são preliminares.

Os rumores de que uma provável ajuda à Grécia ganharam força com a notícia de que o presidente do Banco Central Europeu (BCE), Jean-Claude Trichet, iria deixar um evento na Austrália antes do previsto para poder participar da reunião do Conselho da União Europeia, marcada para quinta-feira. A assessoria do BCE, no entanto, garantiu que Trichet já pretendia participar do encontro e que não haveria nada de anormal na sua saída da Austrália. Mesmo assim, o mercado continuou 'animado' com a possibilidade de ajuda e repassou aos preços essa sensação. E isso apesar de ter sido desmentida a notícia de que a Alemanha também estaria elaborando um pacote de socorro para a Grécia.

Boato ou fato, o assunto serviu para amenizar os temores sobre os problemas de déficit fiscal envolvendo a ponta frágil da zona do euro, que engloba ainda países como Portugal e Espanha. A moeda europeia acabou se fortalecendo em meio ao otimismo e empurrou os investidores a se arriscarem em ativos como commodities e bolsas emergentes. A agenda vazia nos EUA também abriu espaço para esse sentimento . Às 18h32, o Dow Jones subia 1,90%, o S&P avançava 1,58%, e o Nasdaq, 1,36%. Na Europa, o índice FT-100 da Bolsa de Londres avançou 0,38%, o índice CAC-40, de Paris, ganhou 0,15%, o índice Dax-30, em Frankfurt, teve alta de 0,24% e o índice Ibex-35, de Madri, terminou em +0,68%.

No Brasil, o recuo nas últimas três sessões da semana passada acabou colocando o Ibovespa num patamar atrativo ao retorno dos investidores. Ontem, a alta do índice foi tímida, mas, hoje, com o humor melhor lá fora, já exibiu maior vigor. Apenas sete ações do Ibovespa caíram.

Itaú Unibanco, que divulgou balanço hoje, subiu 4,47% na ação PN. A instituição anunciou um lucro líquido recorrente de R$ 2,813 bilhões no quarto trimestre de 2009, com alta de 20,3% na comparação com igual período de 2008. BB ON avançou 4,99%. O banco anunciou que o Banco Central concedeu autorização para usar bônus perpétuos, emitidos no ano passado, para elevar o índice de Basileia do banco público em aproximadamente 80 pontos-base. O índice era de 13% em setembro de 2009.

Nas blue chips, Petrobras subiu menos que Vale: a ON ganhou 1,72% e PN, 1,58%. Vale ON avançou 2,11% e PNA, em 2,38%.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host