UOL Notícias Notícias
 

11/02/2010 - 20h03

PMs são suspeitos de terem matado operários no Rio

Rio - Policiais da 22ª Delegacia de Polícia investigam a possibilidade de os tiros que mataram três operários e feriram um terceiro no complexo do Alemão (zona norte do Rio), no domingo, terem partido de policiais militares.

Desde o dia do crime se falava da hipótese de PMs, em uma operação, terem confundido os três homens, que estavam em uma picape sem identificação, com traficantes. A possibilidade de o crime ter sido cometido por bandidos não está descartada, segundo a polícia.

Duas cápsulas encontradas no carro são de calibre 5.56 de fuzil AR-15 idênticas às usadas pela corporação. A polícia ainda não tem confirmação se havia carros da PM próximo ao local.

O chefe do 1º Comando de Policiamento de Área, coronel Marcus Jardim, disse que ainda é cedo para apontar culpados no crime. Segundo ele, muitos traficantes usam armas e projéteis desviados ou roubados de policiais mortos em confrontos ou ataques de traficantes.

O único sobrevivente do um ataque de domingo, o operário William Siqueira Campos, de 33 anos, disse em depoimento à polícia na segunda-feira que não é capaz de reconhecer os assassinos de seus três colegas. Eles foram baleados quando chegavam para trabalhar em uma pedreira, na Favela da Fazendinha, no complexo do Alemão.

Segundo o operário, a sensação que ele teve era de que os tiros partiam de lugares diferentes, mas ele não conseguiu ver ninguém porque quando foi atingido no joelho jogou-se no chão e fingiu-se de morto.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    12h38

    -0,60
    3,126
    Outras moedas
  • Bovespa

    12h46

    0,15
    75.720,84
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host