UOL Notícias Notícias
 

14/02/2010 - 22h45

Carnaval 2010: Requião defende afastamento de Arruda

Rio - O governador do Paraná, Roberto Requião (PMDB), falou de política ao chegar ao sambódromo do Rio de Janeiro para assistir ao desfile. Ele defendeu o afastamento definitivo do governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda, que está preso na Polícia Federal, em Brasília, desde quinta-feira. "Ele deve ser afastado, porque o tempo de prisão acaba. Ultrapassou todos os limites da tolerância", afirmou Requião ao chegar ao desfile do Grupo Especial.

O governador disse ainda que mantém sua pré-candidatura à Presidência, contrariando o acordo firmado com a cúpula do partido, de apoio à pré-candidata do PT, a ministra-chefe da Casa Civil Dilma Rousseff.

Requião assiste aos desfiles no camarote de uma empresa paranaense que ajudou a financiar o desfile da Portela. Questionado se faria uma visita ao camarote do governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, ele afirmou: "não fui convidado". O governador disse ainda que não tinha planos de encontrar a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, na noite de hoje.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    10h50

    0,01
    3,266
    Outras moedas
  • Bovespa

    10h57

    0,97
    63.271,22
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host