UOL Notícias Notícias
 

15/02/2010 - 04h44

Já dura quase 55h drama de mulher mantida refém no RS

São Paulo - Continuavam, por volta das 4h30, as negociações entre a Brigada Militar (a polícia gaúcha) e um homem que mantém, há quase 55 horas, a ex-mulher como refém em Canoas (RS), região metropolitana de Porto Alegre. O cerco à residência, no bairro Guajuvira, começou por volta das 5 horas de sábado.

Inconformado com o fim do relacionamento, o vigilante Rodrigo Luziano Luz, de 32 anos, rendeu com um revólver calibre 38, no fim da noite de sexta-feira, Josiane Pontes, de 29 anos. Um cunhado do vigilante tentou invadir a residência para libertar Josiane, mas Rodrigo disparou, atingindo o queixo do rapaz, de raspão.

A Brigada Militar foi acionada e cercou a casa, quando ocorreram outros disparos efetuados pelo sequestrador, dessa vez contra os policiais. Nenhum deles ficou ferido nem houve revide, devido à presença de reféns. Os filhos do casal, um menino, de 11 anos, e uma menina, de 8 anos, estavam no local quando tudo começou, mas foram liberados pelo sequestrador na manhã de sábado.

O Grupo de Ações Táticas Especiais da PM foi acionado e assumiu as negociações. Segundo a Brigada, o comportamento do vigilante é oscilante e, em alguns momentos, ele dá sinais de que poderá se render, mas logo volta atrás. A estratégia da polícia é vencê-lo pelo cansaço. Uma invasão, até o momento, foi descartada. O abastecimento de água e luz no imóvel estão mantidos. A polícia afirma que vai permanecer no local o tempo que for necessário.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    11h39

    0,17
    3,285
    Outras moedas
  • Bovespa

    11h40

    0,54
    63.597,37
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host