UOL Notícias Notícias
 

19/02/2010 - 17h28

Dólar tem terceira baixa seguida, para R$ 1,805

São Paulo - O dólar registrou hoje seu terceiro pregão consecutivo de depreciação ante o real, numa demonstração de que os investidores assimilaram a decisão do Federal Reserve (Fed, banco central americano) de elevar a taxa de redesconto dos bancos de 0,50% para 0,75%, e acompanharam a alta das bolsas internacionais, o que inibiu a aversão ao risco inicialmente vista nos mercados.

No mercado interbancário de câmbio, o dólar comercial fechou com recuo de 0,93%, a R$ 1,805. Na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), o dólar à vista caiu 0,88% para R$ 1,805. A taxa de câmbio oscilou hoje entre a mínima de R$ 1,804 e a máxima de R$ 1,823. No mês, o dólar comercial acumula baixa de 4,24%, mas no ano registra alta de 3,56%.

"A medida do Fed tem um impacto positivo para o dólar, mas só no curto prazo, pode acabar na segunda-feira", afirmou Ricardo Della Santina Torres, economista e professor de MBA Executivo da BBS. Segundo ele, a elevação da taxa de redesconto "não significa que os bancos vão aumentar a oferta de crédito" e a divisa brasileira, a seu ver, continua muito mais atrativa, tanto pela maior taxa de juros como pelo potencial de crescimento da economia.

Ainda que o cenário externo menos favorável, reacendendo a aversão ao risco, impeça um maior fortalecimento do real, "por outro lado, a segurança das reservas brasileiras superiores a US$ 240 bilhões e a atratividade do País para investimentos estrangeiros devem continuar limitando uma valorização muito acentuada do dólar ante o real", pondera Miriam Tavares, diretora de câmbio da AGK Corretora.

Depois de chegar a operar abaixo dos US$ 1,35, o euro retomou esse piso na parte da tarde, enquanto as bolsas da região apagaram as perdas que registravam no começo do dia e fecharam em alta pelo quinto pregão consecutivo nesta sexta-feira. O índice de preços ao consumidor (CPI) dos EUA e seu núcleo em janeiro ante dezembro mais baixos do que o esperado contribuíram para acalmar os receios de aperto monetário gerados pela decisão do Federal Reserve.

No segmento de câmbio turismo, o dólar caiu 1,04% para R$ 1,90 na ponta de venda e R$ 1,817 na compra. O euro turismo cedeu 1,65% para R$ 2,571 (venda) e R$ 2,483 (compra).

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    12h30

    0,62
    3,147
    Outras moedas
  • Bovespa

    12h30

    -0,88
    74.726,39
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host