UOL Notícias Notícias
 

22/02/2010 - 15h25

Bolsas europeias fecham o dia em queda

Londres - As Bolsas europeias fecharam em baixa, interrompendo uma série de cinco sessões de ganhos, na medida em que as empresas farmacêuticas pesaram sobre os índices. O índice pan-europeu Dow Jones Stoxx 600 caiu 0,3%, para 249,67 pontos. Na semana passada, o Stoxx 600 obteve ganhos todos os dias e fechou com um avanço de 3,9%.

Entre os índices regionais, o FTSE da Bolsa de Londres recuou 0,11%, para 5.352,07 pontos, enquanto o índice Dax da Bolsa de Frankfurt caiu 0,59%, para 5.688,44 pontos. O índice CAC-40 da Bolsa de Paris recuou 0,34%, para 3.756,70 pontos, enquanto o índice IBEX35 da Bolsa de Madri recuou 0,99%, para 10.570,50 pontos.

"Nós recomendamos a venda após os ganhos, devido ao aperto monetário e às preocupações fiscais soberanas", disseram os estrategistas de ações do Morgan Stanley. As preocupações a respeito da dívida da Grécia pareciam ter sido postas de lado hoje, com o índice de ações de Atenas ASE Composite fechando em alta de 1,5%, aos 1.957,39 pontos, enquanto as ações do Alpha Bank subiram 4,3% e as do Banco Nacional da Grécia avançavam 4,4%.

Os investidores mantêm seus olhos alertas por detalhes de uma possível emissão de bônus do governo grego, enquanto continuam os rumores sobre um suposto plano da Alemanha desenhado para garantir que a dívida soberana da Grécia não entre em moratória.

O setor farmacêutico esteve hoje em foco. As ações da GlaxoSmithKline caíram 2,6%. Uma reportagem no website do jornal New York Times, no fim de semana, questionou a segurança de um medicamento da empresa contra o diabetes, o Avandia. A GlaxoSmithKline negou qualquer problema com a droga. Outros laboratórios também ficaram sob pressão, com as ações da Roche Holding caindo 1,4%.

No setor da aviação comercial, as ações da Deutsche Lufthansa recuaram 1,70% à medida que uma greve de quatro dias na empresa alemã prosseguiu hoje. "Nós estimamos que isso custará ao grupo Lufthansa pelo menos 25 milhões de euros (US$ 34 milhões) por dia e 100 milhões de euros no total", disseram analistas do Crédit Suisse.

As ações da British Airways também declinaram, fechando em queda de 1,61%, enquanto os sindicatos das tripulações dos aviões da empresa se preparavam para revelar o resultado de uma votação que decidirá se haverá greve ou não.

Já as mineradoras conseguiram ganhar na sessão, com a Rio Tinto em alta de 1,57% e a Vedanta Resources avançando 2,98%. As ações da Alcatel-Lucent saltaram 5,24% após a unidade Merrill Lynch, do Bank of America, projetar uma estimativa de lucro por ação de 0,44 euros para 2012. A projeção diz que o novo alvo para a fabricante de equipamentos de telefonia está 70% superior às estimativas de consenso.

No setor varejista, a espanhola Inditex caiu 2,3%, após suas ações terem sido rebaixadas pelo BNP Paribas. As ações da varejista sueca Hennes & Mauritz caíram 1,8%, após terem sido também reavaliadas para baixo pelo Merrill. O BNP Paribas também reavaliou as ações da varejista Carrefour, de acima da média para neutras. As ações do Carrefour caíram 2,38%. As informações são da Dow Jones.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,13
    3,270
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,51
    63.760,94
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host