UOL Notícias Notícias
 

24/02/2010 - 16h44

Contra apagão, Ibama reavalia norma para poda de árvore

Brasília - O governo não quer mais saber de galhos causando apagões. O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) vai reformular, a pedido do ministério de Minas e Energia, sua norma para emissão da licença que autoriza o corte e a poda de árvores localizadas sob as linhas de transmissão de energia elétrica.

O presidente do Ibama, Roberto Messias, foi convidado a participar da reunião de hoje do Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE) que trata, entre outros assuntos, do apagão do último dia 10 de fevereiro, que atingiu por meia hora todos os Estados do Nordeste e parte da região Norte.

O blecaute foi causado por um curto circuito na linha de transmissão Colinas/Miracema, em Tocantins, depois que uma árvore ficou muito perto da linha nas proximidades de Miracema e acabou atuando como um fio terra, descarregando energia da linha para o solo.

Ao deixar a reunião, Messias disse que, hoje, a Instrução Normativa do Ibama que trata da licença para supressão vegetal prevê que a licença tem que ser renovada anualmente. No caso da linha onde ocorreu o apagão, a licença estava vencida e, por isso, as árvores não vinham sendo podadas e estavam próximas à linha.

"Mas isso é fácil de mudar. Vamos reformar a norma para que a licença para o corte de árvore tenha a mesma validade da licença de operação da linha", explicou Messias. A licença de operação tem validade que varia de quatro a seis anos. Segundo Messias, a alteração deverá ser feita na próxima semana e publicada no Diário Oficial da União.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    12h00

    -0,86
    3,255
    Outras moedas
  • Bovespa

    12h09

    1,01
    63.868,19
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host