UOL Notícias Notícias
 

24/02/2010 - 15h50

Europa avança com comentários de Ben Bernanke

Londres - As bolsas europeias fecharam em leve alta, com o avanço do HSBC Holdings compensando a fraqueza dos bancos espanhóis Santander e BBVA, frente a um panorama de incertezas sobre a economia e problemas trabalhistas. As bolsas europeias também se beneficiaram dos comentários do presidente do Federal Reserve (Fed, banco central americano), Ben Bernanke, o qual afirmou que a taxa de juros nos EUA permanecerá baixa por um período estendido.

O índice pan-europeu Dow Jones Stoxx 600 finalizou o dia com alta de 0,2%, a 247,28 pontos. Apesar disso, o índice está em queda de 2,6% no ano até agora, incluídas as perdas de ontem que se seguiram a dados desapontadores sobre a confiança do consumidor americano, sobre a confiança empresarial na Alemanha e comentários negativos do presidente do Banco da Inglaterra, Mervyn King.

Bernanke prometeu novamente manter a taxa de juros em níveis ultra baixos.

Enquanto isso, a agência Standard & Poor's alertou que um rebaixamento no rating da Grécia, possivelmente em uma ou duas notas, é possível em um mês. Ao ser perguntado sobre a Grécia e a zona do euro, Bernanke disse que há sérios desafios tanto do lado fiscal quanto competitivo por causa da moeda única. O Fed está monitorando a situação, afirmou Bernanke.

O governo grego está implementando atualmente cortes de gastos com o intuito de reduzir seu déficit do orçamento. Dezenas de milhares de trabalhadores gregos cruzaram os braços nesta quarta-feira, como parte de uma paralisação nacional de 24 horas. A manifestação, convocada pelos dois maiores sindicatos da Grécia, é um protesto contra as medidas de austeridade anunciadas pelo governo do país.

O índice grego ASE Composite, que acumula queda de 21% nos últimos três meses, subiu 0,2% para 1.926,81 pontos nesta quarta-feira.

Na Turquia, o índice ISE National-100 caiu 3,4% para 49.659,56 pontos, á medida que investidores se preocupam com as tensões entre o governo de orientação islâmica e os militares seculares, após mais de 40 militares da ativa e da reserva terem sido presos na segunda-feira.

O índice DAX, da Bolsa de Frankfurt, fechou em alta de 0,2% a 5.615,51 pontos, enquanto o índice CAC-40, da Bolsa de Paris, subiu 0,2% para 3.715,68 pontos. O índice FTSE da Bolsa de Londres avançou 0,5% para 5.342,92 pontos, ajudado por um ganho de 2,46% nas ações do gigante bancário HSBC Holdings. O gigante bancário com foco na Ásia deverá publicar seus resultados na segunda-feira.

Nem todos os bancos tiveram bom desempenho, com as ações dos espanhóis Santander e BBVA perdendo 1,60% e 1,76%, respectivamente. O índice IBEX35, o principal da Bolsa de Madri, fechou em queda de 0,57%, a 10.254,00 pontos.

"Nós acreditamos que sinais de um crescente stress provocado pela exposição ao mercado imobiliário doméstico e o medo sobre a situação fiscal da Espanha vão reduzir significativamente os atuais prêmios. Nós rebaixamos ambos os bancos para abaixo da média", disseram analistas no Barclays Capital.

As ações da petroquímica Rhodia subiram 4,66% após o grupo francês ter dito que espera que o lucro melhore em 2010. A companhia fez os comentários após passar para um lucro de 28 milhões de euros no quarto trimestre. A Rhodia informou que vai retomar o pagamento de dividendos. As informações são da Dow Jones.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,71
    3,168
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,12
    68.634,65
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host