UOL Notícias Notícias
 

24/02/2010 - 18h26

Na contramão de Wall Street, Ibovespa recua 0,47%

São Paulo - A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) não se deixou seduzir pelos ganhos das Bolsas norte-americanas em dia de pronunciamento de Ben Bernanke, presidente do Federal Reserve (Fed, banco central americano). Com um forte movimento de saída de estrangeiros, o índice Bovespa virou para baixo pouco mais de uma hora depois da abertura do pregão e seguiu assim até o final. Caiu pela quarta sessão consecutiva. O investidor externo se desfez, sobretudo, de ações da BM&FBovespa, embora tenha sobrado um pouco de vendas para as blue chips.

O Ibovespa terminou a sessão em queda de 0,47%, aos 65.794,77 pontos (menor nível desde os 65.051,42 pontos do dia 10 de fevereiro). Na mínima da sessão, registrou 65.534 pontos (-0,87%) e, na máxima, registrou 66.514 pontos (+0,61%). Com o resultado de hoje, os ganhos do mês se limitam a apenas 0,60%. No ano, a Bolsa cai 4,07%. O giro financeiro totalizou R$ 5,129 bilhões. Os dados são preliminares.

O ponto alto do dia era o depoimento do presidente do Federal Reserve. E Ben Bernanke acabou sinalizando que as taxas básicas de juros nos Estados Unidos devem ficar baixas ainda por um bom tempo, dissipando a percepção surgida após o aumento da taxa de redesconto de que elas poderiam ser elevadas mais cedo do que o previsto. Segundo o chefe da autoridade monetária, o aumento da taxa de redesconto não significa uma mudança de política monetária, já economia ainda mostra uma situação débil, frágil, o que requer juros baixos.

Esse sinal de que nada muda por enquanto na política monetária norte-americana ganhou um reforço do dado de vendas de imóveis novos nos Estados Unidos, que foi muito ruim e escancarou ainda mais a situação frágil da economia. O índice Dow Jones operou o dia todo em alta e terminou com elevação de 0,89%, aos 10.374,16 pontos. O S&P subiu 0,97%, aos 1.105,24 pontos, e Nasdaq avançou 1,01%, aos 2.235,90 pontos.

Na Europa, as Bolsas também se beneficiaram dos comentários do presidente do Federal Reserve e subiram. O índice DAX, da Bolsa de Frankfurt, fechou em alta de 0,2%, o índice CAC-40, da Bolsa de Paris, subiu 0,2%, o índice FTSE da Bolsa de Londres avançou 0,5%.

No Brasil, a Bovespa até abriu em alta, mas virou para baixo em razão das vendas mais fortes de investidores estrangeiros. O movimento recaiu, sobretudo, sobre os papéis da BM&FBovespa, mas Petrobras e Vale também sentiram um pouco. BM&F ON caiu 5,34%, na maior baixa do Ibovespa. Vale ON terminou em alta de 0,36% e vale PNA, +1%. Petrobras ON caiu 0,03% e Petrobras PN recuou 0,73%.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    13h29

    0,36
    3,291
    Outras moedas
  • Bovespa

    13h39

    -0,50
    62.940,88
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host