UOL Notícias Notícias
 

25/02/2010 - 07h23

Bolsas asiáticas fecham novamente no vermelho

Tóquio - A maioria dos mercados da Ásia voltou a apresentar resultados negativos nesta quinta-feira. As renovadas preocupações sobre os problemas de crédito da Grécia tiveram maior peso que as boas notícias vindas dos EUA e a alta em Wall Street.

Este foi o caso da Bolsa de Hong Kong, na qual o índice Hang Seng baixou 68,17 pontos, ou 0,3%, e terminou aos 20.399,57 pontos. Os bancos chineses lideraram o declínio mais uma vez.

Já as Bolsas da China tiveram forte alta, lideradas pelas ações de imobiliárias, por conta da redução dos temores sobre o aperto na liquidez, e de corretoras, em virtude das expectativas de que Pequim irá lançar negociações de margem e vendas a descoberto no próximo mês. O índice Xangai Composto subiu mais 1,3% e encerrou aos 3.060,62 pontos. O índice Shenzhen Composto ganhou 1,7% e terminou aos 1.173,66 pontos.

A moderada demanda dos bancos por yuans fez a moeda chinesa apresentar ligeira valorização em relação ao dólar. No mercado de balcão, o dólar fechou cotado em 6,8268 yuans, de 6,8270 yuans do fechamento de quarta-feira.

A Bolsa de Taipé, em Taiwan, teve queda acentuada, por conta dos papéis do setor tecnológico. O índice Taiwan Weighted caiu 1,4% e encerrou aos 7.426,96 pontos.

Na Coreia do Sul, as novas preocupações sobre a dívida da Grécia pesaram mais do que a reafirmação, por parte do Fed, de que as taxas de juros não vão subir nos próximos meses. O índice Kospi da Bolsa de Seul se retraiu 1,6% e fechou aos 1.587,51 pontos.

O índice S&P/ASX 200 da Bolsa de Sydney, na Austrália, teve queda de 1,2% e fechou aos 4.594,1 pontos. Os últimos dados sobre a economia norte-americana, como a confiança do consumidor e as vendas de novas residências, deixaram os investidores apreensivos em relação aos números do PIB e da produção de bens duráveis, que saem até o fim da semana.

Nas Filipinas, o índice PSE da Bolsa de Manila avançou 1,7% e fechou aos 3.031,26 pontos.

A Bolsa de Cingapura teve baixa com renovadas preocupações sobre os problemas de débito da Grécia se sobressaindo sobre os ganhos iniciais impulsionados pelos comentários do presidente do Fed, Ben Bernanke, de que as taxas de juros devem se manter baixas por algum tempo, O índice Straits Times caiu 0,5% e fechou aos 2.749,15 pontos.

O índice composto da Bolsa de Jacarta, na Indonésia, recuou 1,2% e fechou aos 2.549,03 pontos, pressionado pela desvalorização cambial e quedas na maioria das bolsas da Ásia, uma vez que aumentaram as preocupações sobre os débitos em países europeus.

O índice SET da Bolsa de Bangcoc, na Tailândia, subiu 0,3% e fechou aos 717,70 pontos, levado por ganhos em ações selecionadas.

O índice composto de cem blue chips da Bolsa de Kuala Lumpur, na Malásia, terminou estável, fechando aos 1.270,78 pontos, sucumbindo a pressões de realizações de lucros após ficar no território positivo a maior parte do dia devido a bons ganhos das corporações. As informações são da Dow Jones

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,71
    3,168
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,12
    68.634,65
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host