UOL Notícias Notícias
 

25/02/2010 - 19h48

Bolsas de NY fecham em baixa com dados de emprego

Nova York - Os principais índices de ações fecharam em baixa, mas bem acima das mínimas registradas mais cedo em consequência do inesperado aumento no número de novos pedidos de auxílio-desemprego requeridos na semana passada nos EUA. As ações do setor financeiro lideraram as perdas. Depois de registrar uma queda de 188 pontos no final da manhã, o índice Dow Jones reduziu as perdas para 53.13 pontos (0,51%) e fechou aos 10.321,03 pontos. O índice Nasdaq recuou 1,68 ponto (0,08%) e fechou com 2.234,22 pontos. O S&P-500 caiu 2,30 pontos (0,21%) e fechou com 1.102,94 pontos.

Os investidores atribuíram o rápido declínio do mercado ao aumento no número de novos pedidos de auxílio-desemprego para o nível mais alto em três meses na semana passada, para 496 mil (alta de 22 mil). A desanimadora perspectiva para o mercado de emprego pesou sobre as ações no início do dia, mas à tarde o mercado se recuperou, com muitos operadores creditando o movimento ao fortalecimento do euro e declínio do dólar.

As ações financeiras foram as que mais sofreram, com destaque para JPMorgan (-0,51%) e American Express (-0,96%). No setor de consumo, as ações da Coca-Cola caíram 3,70% depois da empresa anunciar um acordo para comprar as operações na América do Norte da engarrafadora Coca-Cola Enterprises por quase US$ 12 bilhões. As ações da Coca-Cola Enterprises dispararam 32,85%.

Na Bolsa de Valores de Nova York (Nyse, na sigla em inglês), o volume negociado somou 1,145 bilhão de ações, de 1,008 bilhão de ações ontem. No Nasdaq, o volume alcançou 2,196 bilhões de ações, de 2,058 bilhões de ações ontem; 1.149 ações subiram e 1.519 caíram. As informações são da Dow Jones.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host