UOL Notícias Notícias
 

02/03/2010 - 16h54

Dólar cai pelo terceiro dia seguido e fecha a R$ 1,782

São Paulo - O dólar comercial caiu pelo terceiro dia seguido hoje e fechou as negociações no mercado interbancário de câmbio cotado a R$ 1,782, baixa de 0,89% no dia. É o valor mais baixo desde 19 de janeiro deste ano. Nos primeiros dois dias do mês a moeda acumula perda de 1,33%; no ano, registra alta de 2,24%. Na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), o dólar à vista recuou 0,81% e também encerrou o pregão a R$ 1,782. O euro comercial caiu 0,62% para R$ 2,423.

No segmento de câmbio turismo, o dólar recuou 1,22% no dia, para R$ 1,87 (venda) e R$ 1,737 (compra), em média. O euro turismo subiu 0,16% para R$ 2,557 (venda) e R$ 2,293 (compra), em média.

Os ventos continuaram a favor dos países emergentes nesta terça-feira. A perspectiva de novas ofertas públicas de ações - como a da OSX de Eike Batista - em um momento em que se aproxima a alta dos juros básicos da economia tornou o real ainda mais atraente e, por isso, o mercado continuou a desmontar posições compradas na moeda americana. "Já existe uma antecipação do fluxo que poderá vir com o IPO da OSX", citou um operador. O braço de construção naval, afretamento de unidades e de serviços para a indústria off shore do grupo do empresário Eike Batista anunciou hoje oferta pública primária de 5.511.739 ações ordinárias no Novo Mercado da Bovespa. O preço de emissão estimado, conforme aviso ao mercado, é entre R$ 1 mil e R$ 1.333,33 por ação, mas o valor final será definido após a conclusão da coleta de intenções de investimento (bookbuilding), que vai de hoje a 16 de março. Sem considerar os lotes suplementar e adicional, ao preço médio da faixa indicativa, a oferta pode alcançar R$ 6,43 bilhões, mas pode se aproximar dos R$ 10 bilhões com os lotes suplementares, tornando-se um dos maiores IPOs (oferta pública inicial de ações) do País.

As perspectivas de uma solução para a delicada situação financeira da Grécia também contribuíram para estimular a busca por ativos de risco, na medida em que deu certo impulso ao euro depois da forte queda de ontem. "O euro mais forte está tirando a força compradora do mercado", disse José Carlos Amado, operador de câmbio da Renascença Corretora, que também citou a expectativa por parte da venda de ações, como o IPO da OSX.

Há outras ofertas a caminho, entretanto, como da Renova Energia, que atua na geração de energia elétrica por meio de fontes renováveis, cuja oferta primária de units pode ultrapassar R$ 860 milhões (com lote suplementar), e a WTorre Empreendimentos, que também pretende fazer uma oferta primária e secundária de papéis. Estão previstas para este mês também as colocações da BR Properties, que pode alcançar R$ 1,7 bilhão, e da Gafisa, projetada para R$ 1,3 bilhão.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h40

    -1,34
    3,138
    Outras moedas
  • Bovespa

    16h43

    0,72
    70.515,62
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host