UOL Notícias Notícias
 

05/03/2010 - 12h50

Asteroide extinguiu dinossauros, conclui estudo

São Paulo - Um asteroide que caiu no México há 65,5 milhões de anos foi responsável pela extinção dos dinossauros. A ideia não é nova, mas 41 pesquisadores de 12 países resolveram publicar uma revisão de trabalhos na Science para consolidar o consenso de que a cratera de Chicxulub, na península mexicana de Yucatán, foi o local do impacto que terminou com o reinado dos grandes répteis na Terra.

O artigo constitui um duro golpe no grupo de pesquisadores, especialmente da Universidade Princeton, nos Estados Unidos, que defende outras teorias para a extinção em massa no fim do período Cretáceo. O geólogo brasileiro Cristiano Lana, da Universidade Stellenbosch, na África do Sul, afirma que a maioria dos cientistas admite a tese do impacto no México. Mas os opositores já começam a fazer barulho.

"Cada uma das afirmações sobre Chicxulub (feitas pelos autores do trabalho) está errada ou fora de contexto", disse Gerta Keller, líder do grupo de Princeton, em entrevista ao Estado. Ela defende que as mudanças ambientais responsáveis pela extinção não foram causadas apenas pelo asteroide mexicano.

No mesmo período, o planalto do Decan, na Índia, observou uma intensa atividade vulcânica que, segundo a pesquisadora, lançou toneladas de carbono e dióxido de enxofre na atmosfera, aquecendo e resfriando o planeta. "(O artigo publicado) É um bom exemplo de olhos vendados para qualquer evidência que não comprove a convicção prévia", afirma Gerta.

Nuvem de poeira

Mas Lana considera os argumentos do trabalho da Science absolutamente convincentes. Ele também analisou amostras de solo semelhantes às revisadas no estudo. Como os autores, constatou a presença em vários lugares do globo de uma fina camada, rica em irídio, datada justamente do período da extinção dos dinossauros. A colisão do asteroide teria produzido uma nuvem de poeira, com muito irídio, que chegou aos limites da atmosfera e, depois, depositou-se sobre toda a superfície do planeta.

A nuvem de poeira que cobriu a Terra impediu as plantas de realizar fotossíntese. Os gigantes herbívoros e, logo depois, os carnívoros pereceram por falta de alimento. Pequenos mamíferos e aves que viviam à sombra dos dinossauros sobreviveram à intempérie e conquistaram o planeta. Foi o início do Paleoceno. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,79
    3,152
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h22

    1,18
    65.148,35
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host