UOL Notícias Notícias
 

05/03/2010 - 11h16

Bovespa abre em alta após dados de emprego nos EUA

São Paulo - O corte de 36 mil vagas de emprego nos Estados Unidos em fevereiro, ante previsão de redução de 75 mil postos de trabalho, ratificou o otimismo de hoje nos negócios. A notícia de que a China vai trabalhar com a meta de crescimento econômico em torno de 8% em 2010 também renovou o apetite por commodities (matérias-primas). Às 11h13 (horário de Brasília), o índice Bovespa (Ibovespa) avançava 1,19%, para 68.614 pontos.

O relatório do mercado de trabalho (payroll) nos EUA veio bem melhor que o esperado. A taxa de desemprego ficou em 9,7% no mês passado, ante a previsão de alta para 9,8%. Além disso, o número de postos de trabalho cortados foi praticamente a metade do previsto. "O mercado de trabalho é o último da fila a exibir sinais de recuperação, mas outros dados dos EUA já mostram que a economia norte-americana está pegando tração", afirmou o sócio-gestor da Humaitá Investimentos, Frederico Mesnik.

Na China, durante a abertura do Congresso Nacional do Povo, o primeiro-ministro do país, Wen Jiabao, estabeleceu como meta a expansão do PIB deste ano em torno de 8%, apesar de salientar que o gigante emergente ainda precisa de suporte do governo para enfrentar grandes desafios. Com isso, as commodities reagem em alta, o que tende a beneficiar os papéis de Petrobras, Vale e siderúrgicas.

Durante o dia, o comportamento da Bolsa deve ficar muito atrelado aos papéis da mineradora. Os seguidos rumores de reajustes do preço do minério de ferro ganharam ainda mais força hoje, após uma reportagem da consultoria e empresa de pesquisa Steel Business Briefing (SBB) informar que a Vale planeja aumentar os preços da commodity para as siderúrgicas brasileiras em mais de 80%.

"Há uma percepção de falta de minério de ferro nas siderúrgicas, que já vêm trabalhando à plena capacidade", afirma Mesnik, da Humaitá. Segundo ele, os papéis da Vale tem um potencial de ganho forte, diante das projeções robustas de reajuste. "Vai haver um oba-oba de manada", avalia, sem desconsiderar que o mercado "compra no boato para vender no fato".

As ofertas públicas inicias de ações (IPOs, na sigla em inglês) também movimentam o mês de março. A Multiplus, empresa controlada pela TAM, informou que teve a maior parte das ações (82%) de sua operação comprada por estrangeiros. O volume final da oferta ficou em R$ 692,384 milhões. A ação da Multiplus saiu ao preço de R$ 16, abaixo do piso da faixa indicativa.

Ontem, a BR Properties informou que o preço por ação para seu IPO também ficou abaixo do piso da faixa indicativa, em R$ 13. A operação movimentou pouco mais de R$ 1 bilhão. No total, as ofertas de ações já movimentaram R$ 4,370 bilhões este ano na Bovespa, de acordo com dados da Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    10h10

    -0,53
    3,266
    Outras moedas
  • Bovespa

    10h18

    0,67
    63.652,10
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host