UOL Notícias Notícias
 

05/03/2010 - 04h28

Ex-mulher é suspeita de assassinar prefeito

São Paulo - A polícia civil paranaense acredita ter esclarecido o assassinato do prefeito de Rio Branco do Sul (região metropolitana de Curitiba), Adel Rutz (PP), de 36 anos, ocorrido na noite de segunda-feira, 1, quando a vítima chegava em casa.

Na opinião da polícia, a suposta mandante do crime teria sido a ex-mulher da vítima, Josiane Portes de Barros, de 31 anos.

A informação, divulgada no twitter do governador Roberto Requião, foi confirmada na quinta-feira, 4, pela polícia. Josiane foi presa no início da noite de quarta-feira, 3, em sua residência, após mandado de prisão. Também foi detido Fábio Faria, que confessou ter disparado os dois primeiros tiros contra o prefeito com um revólver. O total de R$ 25 mil teria sido o valor combinado para a morte do prefeito.

A polícia procura agora por Selmo dos Santos, 25, que dirigia uma das motos usadas no crime, e Daniel Geremias dos Santos, 27, que também atirou no prefeito usando uma pistola. Josiane nega que tenha qualquer participação na morte do ex-marido.

Segundo a polícia, as conversas entre Josiane e os dois homens contratados para matar o prefeito começaram há cerca de 20 dias e o crime estaria ligado à separação do casal, que vinha brigando por causa dos valores que ficaram para cada uma das partes durante a partilha de bens.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,71
    3,127
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,37
    64.938,02
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host