UOL Notícias Notícias
 

11/03/2010 - 15h34

Bolsas europeias fecham em queda com mineradoras

Londres - As montadoras Volkswagen e BMW aceleraram forte nas bolsas europeias, enquanto as mineradoras perderam terreno numa sessão amplamente fraca para as ações na Europa. O índice pan-europeu Stoxx 600 perdeu 0,3% para 257,55 pontos. Na quarta-feira, índice havia subido para um nível não visto desde 19 de janeiro, após ter ganho em sete de nove sessões.

Nos índices regionais, o DAX da Bolsa de Frankfurt perdeu 0,14% para 5.928,63 pontos, enquanto o índice FTSE 100 da Bolsa de Londres caiu 0,41% para 5.617,26 pontos. O índice CAC-40 da Bolsa de Paris cedeu 0,37% para 3.928,95 pontos, enquanto o índice IBEX35 da Bolsa de Madri caiu 0,68% para 11.045,40 pontos.

O índice FTSE/MIB da Bolsa de Milão cedeu 0,43% para 22.540,85 pontos e o índice PSI 20 da Bolsa de Lisboa caiu 0,06% para 7.971,78 pontos.

As ações dos setores de mineração e metalurgia subiram na quarta-feira após fortes dados de comércio da China, mas nesta quinta-feira fizeram o movimento de volta quando os indicadores da inflação renovaram a preocupação de que o governo chinês poderá apertar a política fiscal ainda mais. "O efeito psicológico negativo combinado ao impacto direto na demanda das commodities poderá pesar nos preços dos metais", disseram estrategistas no Commerzbank.

Entre os declínios mais expressivos, estavam as ações das mineradoras negociadas na Bolsa de Londres. A BHP Billiton perdeu 2,11% e a Rio Tinto recuou 1,57%. Anglo American caiu 1,16%.

Mudanças na classificação dos papéis também contribuíram para o recuo do setor. As ações da mineradora Kazakhmys caíram 3,17%, após o Goldman Sachs ter cortado a recomendação do papel para neutra e tê-lo removido da sua lista de compras convictas.

As ações gregas também tiveram performance abaixo da média, com o índice ASE Composite em queda de 0,7% a 2.1124,58 pontos, enquanto os trabalhadores gregos realizavam o terceiro dia seguido de greve geral contra as medidas de austeridade do governo.

As montadoras subiram, com as ações preferenciais da Volkswagen ganhando 4,4%. A gigante alemã dos automóveis informou uma queda de 80% no lucro líquido do ano fiscal para 960 milhões de euros, mas também disse que espera uma leve recuperação no mercado automotivo mundial em 2010. As ações da BMW avançaram 1,32% após a empresa informar uma queda de 36% no lucro para 2009, mas manteve seus dividendos sem mudanças e afirmou que planeja aumentar as vendas em 2010. As ações da Fiat fecharam em alta de 1,90% em Milão, enquanto Peugeot-Citroën avançou 0,51% em Paris.

No setor bancário, as ações do HSBC caíram 1,6%. O banco disse que um ex-empregado do setor de tecnologia furtou dados de cerca de 24 mil contas correntes na sua unidade de private banking na Suíça. Segundo o banco, 15 mil dessas contas são de clientes ativos, enquanto 9 mil são contas que já haviam sido fechadas. O HSBC disse não acreditar que os dados permitam a qualquer um acessar as contas dos clientes e também afirmou que o sistema de segurança foi melhorado desde o furto.

No setor do petróleo e gás, as ações da BP recuaram 0,2%, após a petrolífera britânica ter informado que comprará ativos da Devon Energy por US$ 7 bilhões. Os ativos ficam em águas profundas no Golfo do México, na costa do Brasil e no litoral do Azerbaijão. As informações são da Dow Jones.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,48
    3,144
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,53
    75.604,34
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host