UOL Notícias Notícias
 

16/03/2010 - 14h48

Sogra de vítima alemã nega versão de ex-detento

Recife - Delma Freire, sogra da turista alemã Jennifer Kloker, de 22 anos, negou ter contratado um ex-detento, que não teve o nome revelado por motivo de segurança, para assumir participação no assassinato da jovem, morta há um mês no município metropolitano de São Lourenço da Mata (PE).

O ex-presidiário de 26 anos se apresentou na noite de ontem à polícia e afirmou ter sido alvo de uma tentativa de suborno para assumir participação na morte da turista alemã. O viúvo e o sogro da jovem - Pablo e Ferdinando Tonelli - cumprem prisão temporária e são suspeitos de envolvimento no crime.

De acordo com o ex-presidiário, ele receberia R$ 20 mil e um passaporte de Freire para reforçar a versão da família de que eles teriam sido alvo de assalto por dois motoqueiros armados - e um deles havia sequestrado Jennifer, cujo corpo foi depois encontrado sem vida, alvejado por tiros.

Delma negou a acusação e disse ter conhecido o rapaz no escritório do seu advogado Célio Avelino, onde o ex-presidiário esteve na tarde de ontem. O ex-detento teria procurado o advogado e deu entrevista à TV Globo, assumindo ter participado do crime. Logo depois, no entanto, procurou a polícia para revelar a farsa e dizer que teria recebido orientação do advogado sobre como proceder.

A decretação de prisão temporária de Delma está sendo aguardada para hoje. Avelino disse que continua na causa, por entender que a cliente não tem envolvimento com a tentativa de farsa.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,21
    3,129
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h35

    0,04
    76.004,15
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host