UOL Notícias Notícias
 

26/03/2010 - 16h14

Bolsas europeias caem após plano de ajuda à Grécia

Londres - As ações europeias recuaram das máximas anuais atingidas na quinta-feira, com os investidores ponderando os detalhes do plano de ajuda à Grécia anunciado ontem. O índice Stoxx Europe 600 recuou 0,6%, para 263,28 pontos, depois que três sessões consecutivas de ganhos levaram o índice para um nível de fechamento, na quinta-feira, que não era visto desde o dia 26 de setembro de 2008.

Em Londres, o índice FT-100 caiu 24,63 pontos (-0,43%) e fechou com 5.703,02 pontos. Em Frankfurt, o índice Dax-30 perdeu 12,90 pontos (-0,21%) e fechou com 6.120,05 pontos. Em Paris, o índice CAC-40 recuou 11,55 pontos (-0,29%) e fechou com 3.988,93 pontos.

No noite de ontem na Europa, os líderes da região afirmaram que vão apoiar um mecanismo de ajuda financeira para a Grécia, se ele for requisitado, com a participação do Fundo Monetário Internacional (FMI). "Eu acho que a impressão geral é de que o comunicado é um pouco evasivo", disse Peter Dixon, estrategista do Commerzbank. "Ele não respondeu realmente às questões que precisavam ser respondidas".

A Bolsa da Grécia fechou em alta, com o índice ASE subindo 4,1%, para 2.147,83 pontos, uma vez que os investidores retornaram do feriado para comprar os papeis dos bancos do país, depois de o BCE informar ontem que continuará aceitando bônus com rating BBB- como garantia no próximo ano. As ações do banco Alpha avançaram 10% e as do National Bank of Greece ganharam 8,1%.

As ações dos bancos de Portugal, Espanha, Itália e Irlanda recuaram, devido aos seus déficits fiscais relativamente grandes. O Allied Irish Banks caiu 5,9% e o Bank of Ireland perdeu 4,5%. "Isso não vai acabar com as tensões na zona do euro, dado as dificuldades fiscais enfrentadas por outros países membros", disse Ian Williams, estrategista da Altium Securities.

As ações da fabricante sueca de equipamentos de telecomunicações Ericsson foram pressionadas na Europa e recuaram 1,7%. O Deutsche Bank rebaixou o rating da companhia de "manter" para "venda".

O gestor de fundos de hedge Man Group registrou queda de 3,6%. A empresa está à procura de possíveis investimentos, aquisições e acordos de distribuição nos EUA e tem conversado com a GLG Partners e SAC Capital Advisors, informou a agência de notícias Bloomberg, citando pessoas com conhecimento das discussões. Em terreno positivo, as ações da gigante italiana Parmalat avançaram 3,1%.

As ações preferenciais da Volkswagen avançaram quase 4%. A montadora anunciou que fará uma oferta de 64,9 milhões de novas ações preferenciais para levantar aproximadamente 4,1 bilhões de euros. As informações são da Dow Jones.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h40

    0,70
    3,168
    Outras moedas
  • Bovespa

    16h43

    -0,09
    68.650,42
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host