UOL Notícias Notícias
 

29/03/2010 - 14h03

Europa fecha em alta puxada por ações de mineradoras

Londres - Os principais índices do mercado de ações europeu fecharam em alta, refletindo o avanço dos papéis de mineradoras, particularmente beneficiados pelo aumento nos preços dos metais. Um operador, no entanto, afirmou que as bolsas tiveram dificuldade para manter os ganhos devido "a um sentimento geral de que, mais uma vez, o problema da Grécia foi remendado pelos líderes europeus".

Segundo estrategistas do Morgan Stanley para a Europa, o crescimento econômico "levará a medidas de aperto" e dificultará o avanço dos mercados de ações.

O índice pan-europeu Stoxx Europe 600 subiu 0,1%, para 263,89 pontos.

Em Londres, o índice FT-100 subiu 7,64 pontos (0,13%), para 5.710,66 pontos. Em Paris, o índice CAC-40 avançou 11,73 pontos (0,29%) e fechou com 4.000,66 pontos. Em Frankfurt, o índice Dax-30 ganhou 36,80 pontos (0,60%) e fechou com 6.156,85 pontos. Em Madri, o índice Ibex-35 fechou em alta de 19,90 pontos (0,18%), a 11.091,00 pontos. Na Grécia, o índice ASE caiu 0,5%, para 2.137,37 pontos, após o país anunciar que venderá bônus para levantar 5 bilhões de euros.

As ações do segmento petrolífero tiveram algumas das perdas mais acentuadas da sessão. BP recuou 0,54% e Royal Dutch Shell caiu 0,70%.

As mineradoras foram beneficiadas pelo declínio do dólar ante o euro, que deu um impulso generalizado aos preços dos metais. A moeda europeia ganhou força diante de dados que mostraram um aumento no índice de sentimento econômico na zona do euro para 97,7 em março, de 95,9 em fevereiro. Economistas previam elevação para 97,4. Xstrata subiu 3,3% e ArcelorMittal ganhou 1,5%.

Os papéis do Vodafone Group subiram 3% em meio a notícias de que a companhia e a Verizon Communications teriam discutido informalmente uma potencial fusão.

No setor financeiro, as ações de bancos britânicos perderam força após a Standard & Poor's afirmar que o Reino Unido pode perder seu rating de crédito AAA caso o governo não tome medidas para reduzir a dívida pública. O RBS recuou 1,8% e o Standard Chartered perdeu 1,6%. As informações são da Dow Jones.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    12h00

    -0,52
    3,152
    Outras moedas
  • Bovespa

    12h02

    2,28
    70.200,72
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host