UOL Notícias Notícias
 

31/03/2010 - 17h15

Dólar cai 1,38% em março e fecha trimestre a R$ 1,781

São Paulo - O dólar comercial recuou pelo terceiro dia seguido e fechou cotado a R$ 1,781 (-0,78%) no mercado interbancário de câmbio. Com isso, acumulou em março queda de 1,38%. No primeiro trimestre do ano, que se encerra hoje, o dólar comercial registra alta de 2,18%. O euro comercial ficou praticamente estável a R$ 2,406 (-0,04% no dia); no mês, teve baixa de 2,16% e no ano, -3,72%.

Na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), o dólar negociado à vista cedeu 0,80% no dia para R$ 1,7797 no final do pregão, com queda de 1,25% no mês. No ano (primeiro trimestre), a variação acumulada é de +2,11%.

No segmento de câmbio turismo, o dólar fechou cotado hoje a R$ 1,88 na ponta de venda, alta de 0,37% no dia, e R$ 1,763 para compra. O dólar turismo teve queda de 1,93% em março e fecha o primeiro trimestre do ano com alta acumulada de 1,62%. O euro turismo subiu 0,16% hoje para R$ 2,527 (venda) e R$ 2,30 (compra); em março, caiu 2,05% e no ano acumula baixa de 4,28%.

No mercado futuro de dólar, os "vendidos" tiveram mais força na disputa travada nos últimos dias para a formação da Ptax de hoje, taxa que vai liquidar os contratos futuros de dólar de abril amanhã. O apetite por divisas mais rentáveis também beneficiou o real, em um dia em que o dólar se viu fragilizado em boa parte do mundo.

"Os potenciais compradores sabem que há recursos para entrar. Por isso, o mercado não tem interesse na compra", ponderou José Carlos Amado, operador de câmbio da Renascença Corretora. Em termos de captação externa, por exemplo, o Banco Santander Brasil lançou hoje US$ 500 milhões em bônus de cinco anos.

O fluxo cambial semanal divulgado hoje inverteu a trajetória da semana anterior. Dados divulgados pelo Banco Central mostram que a quarta semana de março, entre os dias 22 e 26, teve ingresso líquido de US$ 3,875 bilhões. Com o resultado, o fluxo acumulado do mês até o dia 26 soma US$ 1,53 bilhão. Na terceira semana de março, o País havia perdido US$ 803 milhões, o que acumulava uma saída líquida de US$ 2,345 bilhões até o dia 19.

O BC também informou que as reservas internacionais subiram US$ 2,815 bilhões em março até o dia 26. Apenas na quarta semana de março foram adquiridos US$ 402 milhões. Hoje, a autoridade monetária realizou leilão de compra de dólar à tarde e fixou a taxa de corte em R$ 1,78.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host