UOL Notícias Notícias
 

06/04/2010 - 17h27

Após seis pregões em alta, Ibovespa recua 0,27%

São Paulo - As notícias da Grécia levaram a Bolsa de Valores de São Paulo a uma abertura de pregão em queda hoje, considerada uma realização de lucros após seis pregões consecutivos no azul. Mas esse movimento logo foi interrompido, para voltar apenas no final da tarde. Petrobras e Vale subiram e ajudaram a segurar o recuo do principal índice à vista (Ibovespa).

O Ibovespa terminou o pregão desta terça-feira em baixa de 0,27%, aos 71.095,65 pontos. No mês, sobe 1,03% e, no ano, 3,66%. Na mínima do dia, a Bolsa registrou 70.823 pontos (-0,65%) e, na máxima, os 71.711 pontos (+0,59%). O giro financeiro totalizou R$ 6,372 bilhões. Os dados são preliminares.

O sinal negativo do início do dia veio novamente da Grécia, com várias notícias veiculadas na imprensa trazendo de volta preocupações sobre a saúde financeira do país. A principal informação foi a de que a Grécia estaria tentando renegociar o suporte obtido recentemente, com o objetivo de deixar o FMI de fora, já que suas condições de empréstimos são mais rígidas. O governo depois negou a notícia, mas o mercado não levou muito em consideração o desmentido, já que também influenciou o mau humor a notícia do jornal britânico Daily Telegraph de que os bancos gregos estão sendo atingidos por uma onda de resgates conforme os cidadãos mais ricos e as corporações do país procuram levar seu dinheiro para o exterior ou para instituições financeiras internacionais consideradas mais seguras para seus ativos.

Os gregos, no entanto, acabaram sendo renegados a segundo plano no mercado acionário - na Bovespa, pelo menos em grande parte do dia. As bolsas europeias subiram, reagindo com atraso aos dados do mercado de trabalho norte-americano, divulgado na sexta-feira, já que estavam ontem sem funcionar em razão do feriado prolongado de Páscoa na Europa.

Nos EUA, o sinal positivo também predominou, ainda mais depois da divulgação da ata da reunião do Federal Reserve 9fed, banco central americano), no meio da tarde. Mas o Dow Jones, que virou para cima logo após o documento, não conseguiu sustentar-se em alta e voltou a cair. Fechou perto da estabilidade, em baixa de 0,03%, aos 10.969,99 pontos. O S&P avançou 0,17%, aos 1.189,43 pontos, e o Nasdaq ganhou 0,30%, aos 2.436,81 pontos.

No Brasil, as ações da Petrobras, Vale e Gerdau contrabalançaram a queda do Ibovespa, ajudadas pela alta do petróleo e dos metais. Na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), o contrato futuro do petróleo com vencimento em maio subiu 0,25%, a US$ 86,84 o barril. Petrobras ON avançou 0,47% e Petrobras PN, 0,19%. Vale ON terminou em baixa de 0,14%, mas Vale PNA avançou 0,36%. Gerdau PN subiu 2,10% e Metalúrgica Gerdau PN, 2,51%, Usiminas PNA caiu 3,35% e CSN ON recuou 2,02%.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,40
    3,181
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    2,01
    70.011,25
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host