UOL Notícias Notícias
 

07/04/2010 - 12h42

Ato em SP presta solidariedade às Damas de Branco

Atualizado às 21h15 de 9 de abril de 2010

São Paulo - Cerca de cem pessoas realizam uma manifestação em solidariedade às Damas de Branco em frente ao Consulado de Cuba, na Rua Cardoso de Almeida, em Perdizes, na zona oeste de São Paulo. A organização Damas de Branco é formada por mães e esposas de alguns dos 75 dissidentes presos em Cuba na repressão de 18 de março de 2003. Policiais militares acompanham a manifestação.

 

De acordo com a PM, o ato, que começou por volta das 9 horas, é pacífico e reúne integrantes da União Geral dos Trabalhadores com apoio de entidades de defesa dos Direitos Humanos e membros de Partidos Políticos.

“O ato da UGT era uma falsa solidariedade com o povo cubano, porque era solidariedade às chamadas Damas de Branco. Na nossa opinião, o povo cubano não está de acordo com as Damas de Branco. Tanto é que elas não mobilizam mais que algumas dezenas de pessoas”, afirmou o diretor da Cebrapaz e um dos organizadores da mobilização, Ricardo Abreu.

Segundo Abreu, a atividade das Damas de Branco, assim como greves de fome realizadas no país caribenho, estão diretamente ligadas aos Estados Unidos, e são a forma atual de se fazer oposição ao regime cubano.

Com informações da Agência Brasil.

 

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,95
    3,157
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h28

    -1,26
    74.443,48
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host