UOL Notícias Notícias
 

09/04/2010 - 19h18

Dow Jones atinge maior nível desde setembro de 2008

Nova York - Os principais índices do mercado de ações dos EUA fecharam em alta - com o Dow Jones superando a barreira dos 11 mil pontos pouco antes do encerramento do pregão -, refletindo a aposta dos investidores em bons resultados financeiros durante a temporada de balanços do primeiro trimestre. A maior confiança dos investidores foi refletida pelo índice de volatilidade VIX, que encerrou a sessão em queda de 2,1%, a 16,14 - menor nível de fechamento desde outubro de 2007.

O sentimento do mercado foi reforçado por dados que mostraram um aumento nas vendas das varejistas, divulgados na quinta-feira, e por um relatório do Departamento do Comércio dos EUA publicado hoje que apontou um crescimento de 0,6% nos estoques do setor atacadista norte-americano em fevereiro. O resultado foi atribuído ao fato de as empresas estarem reabastecendo as prateleiras para a atender à demanda.

"As pessoas estão se sentindo um pouco mais confortáveis com a perspectiva de que a economia não terá um segundo mergulho", disse Beth Larson, diretora da Evermay Wealth Management. Ela disse ser particularmente motivador o fato de as lojas de departamento também registrarem um aumento na demanda, algo que antes estava restrito a lojas menores.

Embora Larson acredite que as empresas divulgarão resultados fortes na próxima semana, ela alertou que será necessário adotar uma postura realista em relação aos dados, visto que a base de comparação - o primeiro trimestre do ano passado - foi um dos piores momentos da crise financeira. "No ano passado tivemos o ponto mais baixo da recessão, então temos que tomar cuidado com as nossas conclusões", afirmou. "O que realmente queremos saber é se as empresas estão vendo a luz no fim do túnel, uma retomada na demanda."

O Dow Jones subiu 70,28 pontos, ou 0,64%, para 10.997,35 pontos - maior nível de fechamento desde 26 de setembro de 2008 - e chegou a atingir 11.000,83 pontos quase no final do pregão, na máxima do dia. Na semana, o índice acumulou alta de 70,28 pontos, ou 0,64%. A Chevron foi o componente cujas ações tiveram o avanço mais significativo, de 2,37%, após anunciar que seu lucro durante o primeiro trimestre provavelmente foi maior do que o registrado em igual período do ano passado. O comentário ajudou também os papéis da ExxonMobil, que ganharam 1,33%.

A Alcoa, que inaugurará simbolicamente a temporada de balanços nos EUA na segunda-feira, caiu 3,23% após o JPMorgan Chase diminuir a recomendação de investimento nas ações da companhia para "neutra", de "acima da média", afirmando que a companhia deve ter um lucro menor devido a um potencial declínio nos preços do alumínio.

O Nasdaq subiu 17,24 pontos, ou 0,71%, para 2.454,05 pontos - maior fechamento desde 19 de junho de 2008 -, acumulando alta de 2,14% na semana. O S&P 500 avançou 7,93 pontos, ou 0,67%, para 1.194,37 pontos, nível mais alto de encerramento desde 26 de setembro de 2008. Na semana, o índice registrou ganho de 1,38%. As informações são da Dow Jones.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host