UOL Notícias Notícias
 

13/04/2010 - 18h58

Assassino de Glauco responderá por duplo homicídio

São Paulo - O delegado Archimedes Vera Jr., do Setor de Investigações Gerais (SIG), órgão da Delegacia Seccional de Osasco (SP), concluiu hoje o inquérito sobre a morte do cartunista Glauco Vilas Boas e de seu filho, Raoni, ocorrida em 12 de março. O relatório deve seguir ainda hoje para a Vara do Júri de Osasco.

O suspeito dos assassinatos, Carlos Eduardo Nunes, conhecido como Cadu, foi indiciado como autor do crime e responderá por duplo homicídio doloso. A prisão preventiva do Cadu foi pedida hoje. O estudante Felipe Iasi responderá por coparticipação no crime por ter facilitado a entrada e a fuga de Cadu na casa do cartunista, em Osasco.

Ontem, o juiz federal substituto da 2ª Vara Criminal em Foz do Iguaçu, no Paraná, Mateus de Freitas Cavalcanti Costa, autorizou, o pedido de transferência de Cadu para a Penitenciária Federal de Catanduvas, a cerca de 200 quilômetros de Foz do Iguaçu. O pedido foi feito pela Polícia Federal de Foz, onde o suspeito está detido desde março deste ano, com as alegações de que há superlotação carcerária da custódia da Polícia Federal em Foz do Iguaçu e devido ao risco à integridade física de Carlos Eduardo e dos demais detentos, por conta da sua "postura violenta e agressiva".

Nos primeiros dias de prisão, Carlos Eduardo precisou ser medicado em função de um mal-estar e de ser acometido por febre. Nos últimos dias, ele teve novamente problemas de saúde, com sinais de estresse e uma desidratação leve, mas foi medicado e já está recuperado. Na prisão, ele já recebeu duas vezes a visita do pai e do irmão.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -1,03
    3,146
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,09
    68.714,66
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host