UOL Notícias Notícias
 

15/04/2010 - 10h34

Tesouro abre emissão de Global-2021

Brasília - O Tesouro Nacional informou hoje, por meio de nota à imprensa, que abriu a emissão de bônus da República em dólar (Global) com vencimento em janeiro de 2021. A emissão ocorrerá inicialmente nos Estados Unidos e Europa e poderá ser estendida ao mercado asiático após a abertura daquele mercado.

A captação soberana anterior do Brasil ocorreu em 15 de dezembro de 2009, com uma reabertura do Global 2019 (vencimento em janeiro de 2019). A venda atingiu US$ 500 milhões de títulos nos mercados europeu e americano e US$ 25 milhões no asiático. Os papéis, atrelados ao dólar, pagaram a menor taxa de juros da história para um bônus da dívida externa brasileira: a taxa de retorno ao investidor foi de 4,75%. Na ocasião, havia demanda de empresas brasileiras por uma taxa de referência para captações de dez anos.

No ano passado, o Brasil captou ainda recursos em outras quatro ocasiões. Em setembro, vendeu US$ 1,275 bilhão de bônus do Global 2041, com taxa final de retorno ao investidor "yield" de 5,80% ao ano; reabriu uma emissão do Global 37, com remuneração ao investidor de 6,45% e captação de US$ 525 milhões; e reabriu, por duas vezes, a emissão do Global 2019, em maio e janeiro, com taxas de retorno ao investidor, respectivamente, de 5,80% (captação de US$ 750 milhões) e 6,127% (US$ 1,025 bilhão).

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    14h19

    0,13
    3,270
    Outras moedas
  • Bovespa

    14h25

    -0,48
    63.779,96
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host