UOL Notícias Notícias
 

19/04/2010 - 18h33

Citi anuncia lucro maior e ajuda Bolsas de NY a subir

Nova York - Os principais índices do mercado de ações dos EUA fecharam em alta, em sua maioria, reagindo ao forte resultado financeiro do Citigroup no primeiro trimestre, que afastou parcialmente a preocupação dos investidores com os potenciais impactos negativos nos papéis de bancos gerados por uma acusação de fraude lançada sobre o Goldman Sachs na sexta-feira passada.

O Dow Jones subiu 73,39 pontos, ou 0,67%, para 11.092,05 pontos. Entre seus componentes, a DuPont avançou 1,84% após a Argus Research elevar a recomendação das ações da companhia para "comprar", de "manter", argumentando que espera um crescimento "sustentável" nos resultados da DuPont ao longo dos próximos trimestres. Também fecharam em alta McDonald's (+1,29%), Travelers (+2,01%) e American Express (+1,46%).

A Alcoa registrou a perda mais acentuada entre os integrantes do Dow Jones, recuando 1,37%, pressionada pelo declínio nos preços dos metais. A IBM, que subiu 1,55%, anunciou após o fechamento das bolsas que seu lucro do primeiro trimestre cresceu 13% em relação a igual período do ano passado, resultado que superou as estimativas do mercado. No after market, porém, as ações da companhia caíam 2,03%.

Entre os demais índices, o Nasdaq caiu 1,15 ponto, ou 0,05%, para 2.480,11 pontos, mas o S&P 500 avançou 5,39 pontos, ou 0,45%, para 1.197,62 pontos, puxado principalmente por ganhos entre os componentes do segmento financeiro, em particular os do Citigroup.

O banco, cujas ações fecharam em alta de 7,02%, anunciou mais cedo que obteve um lucro líquido de US$ 4,4 bilhões (US$ 0,15 por ação) no primeiro trimestre deste ano - maior lucro registrado pela instituição desde o segundo trimestre de 2007. A receita cresceu 3,7% ante os três primeiros meses de 2009, para US$ 25,4 bilhões.

Segundo analistas, os investidores enxergaram uma oportunidade para comprar ações nesta segunda-feira diante do declínio acentuado das bolsas na sexta-feira. "Houve compras em todos os momentos de queda e recompensas por essas aquisições" recentemente, disse Kevin Kruszenski, diretor nacional de negociações com ações do KeyBanc Capital Markets.

O papel do Goldman Sachs - empresa que faz parte do S&P 500 - subiu 1,63% hoje. Na sexta-feira, a Securities and Exchange Comission (SEC, a comissão de valores mobiliários dos EUA) acusou o banco e um de seus executivos de omitir dos investidores informações cruciais sobre um produto financeiro ligado ao segmento de hipotecas subprime, o que provocou um declínio de quase 13% nas ações da instituição financeira naquele dia.

Outro fator que contribuiu para a alta das bolsas foi a divulgação de um aumento de 1,4% no índice de indicadores antecedentes do Conference Board em março. Economistas ouvidos pela Dow Jones esperavam avanço de 1,1%. As informações são da Dow Jones.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,59
    3,276
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -1,54
    61.673,49
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host