UOL Notícias Notícias
 

20/04/2010 - 19h05

Bolsas de NY fecham em alta com balanços e energia

Nova York - As Bolsas norte-americanas fecharam em alta apesar dos declínios das ações do Goldman Sachs e da IBM, uma vez que os investidores foram estimulados pelos resultados trimestrais de outras companhias. A alta do petróleo favoreceu os papéis de gigantes de energia como a ExxonMobil e a Chevron.

O índice Dow Jones subiu 25,01 pontos, ou 0,23%, para 11.117,06 pontos. O índice Nasdaq subiu 20,20 pontos, ou 0,81%, para 2.500,31 pontos. O S&P 500 subiu 9,65 pontos, ou 0,81%, para 1.207,17 pontos. Todos os seus setores fecharam em alta, liderados por energia.

Entre os componentes do Dow Jones, o grupo industrial 3M apresentou o melhor desempenho, subindo 1,6%. ExxonMobil avançou 1,1%, enquanto Chevron teve alta de 0,9%. IBM, com queda de 1,9%, foi o pior desempenho do índice, apesar de ter anunciado aumento de 13% no lucro do primeiro trimestre e ter revisado em alta as previsões de ganhos para o ano. Os investidores se decepcionaram com a queda na assinatura de novos contratos de serviços da IBM.

Ainda no Dow Jones, Coca-Cola caiu 1,5%. O lucro da companhia no primeiro trimestre subiu 20%, mas as vendas na América do Norte continuaram recuando, com os consumidores evitando os itens mais caros da companhia de bebidas. Outro componente do índice, Johnson & Johnson caiu 0,1%. Embora o lucro tenha superado as estimativas dos analistas, a Johnson & Johnson rebaixou sua previsão para os lucros no ano.

As ações do Goldman Sachs caíram 2,1%, apesar de o banco ter informado que seu lucro trimestral cresceu 91% para US$ 3,46 bilhões. O Goldman continua envolvido em polêmica depois de a SEC (comissão de valores mobiliários norte-americana) ter, na última sexta-feira, acusado o banco de fraude.

O American International Group (AIG) subiu 6,5%. O Wall Street Journal, citando fonte próximas ao assunto, disse que o grupo segurador estuda potenciais queixas contra o Goldman Sachs e outros bancos de Wall Street por causa de ativos hipotecários que causaram pesadas perdas à companhia. As informações são da Dow Jones.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,59
    3,276
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -1,54
    61.673,49
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host