UOL Notícias Notícias
 

23/04/2010 - 18h58

Bolsas de NY fecham em alta com vendas de moradias

Nova York - Os principais índices do mercado de ações dos EUA fecharam em alta, impulsionados por dados que mostraram um forte aumento nas vendas de imóveis residenciais novos no país em março e por um avanço particularmente acentuado dos papéis do segmento de energia.

O Dow Jones subiu 69,99 pontos, ou 0,63%, para 11.204,28 pontos, acumulando ganho de 1,68% na semana e encerrando o pregão no maior nível de fechamento desde 19 de setembro de 2008. A farmacêutica Merck avançou 5% e liderou a alta entre os componentes do índice após divulgar as projeções de quais serão os impactos da reforma do sistema de saúde dos EUA sobre seus resultados. A companhia reiterou sua perspectiva de lucro no longo prazo e acalmou investidores receosos com eventuais prejuízos provocados pela nova legislação.

A American Express também teve bom desempenho, subindo 2,74% depois de anunciar que seu lucro do primeiro trimestre dobrou em relação a igual período de 2009.

Entre os integrantes do Dow Jones que fecharam em território negativo, estavam a Microsoft (-1,27%), que preocupou os investidores após anunciar um declínio no volume de receitas futuras durante o terceiro trimestre fiscal, e a Travelers (-0,76%), cujo lucro do primeiro trimestre foi inferior ao registrado em igual período do ano passado.

O Nasdaq avançou 11,08 pontos, ou 0,44%, para 2.530,15 pontos, maior fechamento desde 5 de junho de 2008. Na semana, o índice registrou alta de 1,97%. O S&P 500 ganhou 8,61 pontos, ou 0,71%, para 1.217,28 pontos, subindo 2,11% em relação ao fechamento da última sexta-feira e registrando seu maior nível de encerramento desde 19 de setembro de 2008.

As bolsas receberam suporte de dados do Departamento do Comércio dos EUA que mostraram um aumento de 26,9% nas vendas de imóveis residenciais novos no país em março, ante expectativa de crescimento de 5,5%, refletindo a corrida de compradores para assegurar o benefício fiscal do governo para a compra de moradias que deve expirar no final de abril.

O Departamento do Comércio dos EUA também divulgou um declínio de 1,3% nas vendas de bens duráveis em março, ante expectativa de aumento de 0,3%. As informações são da Dow Jones.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    12h10

    0,12
    3,269
    Outras moedas
  • Bovespa

    12h13

    -0,54
    63.739,40
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host