UOL Notícias Notícias
 

26/04/2010 - 19h08

Receio sobre reforma financeira afeta Bolsas de NY

Nova York - Os principais índices do mercado de ações dos EUA fecharam em baixa, em sua maioria, numa sessão carente de indicadores econômicos em que os receios dos investidores com a reforma regulatória do sistema financeiro norte-americano pesaram sobre os papéis dos principais bancos do país. O Dow Jones foi o único dos três grandes índices que encerrou o dia em território positivo, puxado por seus componentes do setor industrial após a Caterpillar publicar um balanço trimestral que surpreendeu favoravelmente os analistas.

O Dow Jones subiu 0,75 ponto, ou 0,01%, para 11.205,03 pontos - maior nível de fechamento desde 19 de setembro de 2008 -, puxado por um avanço de 4,17% nas ações da Caterpillar. A companhia anunciou um lucro do primeiro trimestre de US$ 0,50 por ação, excluindo itens extraordinários, e superou a previsão do mercado, além de elevar as projeções de vendas e de lucro para este ano. O balanço da Caterpillar também beneficiou outras empresas do segmento industrial, como DuPont e 3M, que avançaram respectivamente 1,82% e 0,99%.

Os componentes financeiros do Dow Jones, no entanto, recuaram e limitaram o avanço do índice, diante da preocupação dos investidores com uma legislação do Senado que, caso seja aprovada, trará novas regras para o mercado de derivativos e pode diminuir a receita da maior parte dos grandes bancos. O JPMorgan recuou 2,34% enquanto o Bank of America perdeu 2,06%. A seguradora Travelers caiu 2,74%, enquanto a American Express fechou em baixa de 1,89%.

Segundo Michael Sansoterra, gerente de carteiras de investimento do RidgeWorth Large Cap Growth Fund, já é possível concluir que os negócios de diversas grandes companhias industriais atingiram um piso. "Devemos ver uma melhora que levará a lucros maiores". Ele acrescentou que "as regulações para manter as instituições financeiras sob um melhor gerenciamento de risco provavelmente são algo saudável, mas no momento temos hipóteses e medo. Os investidores estão preocupados com a incerteza da nova regulação".

Ontem, senadores democratas chegaram a um acordo prévio sobre novas regras para o mercado de derivativos que deverão forçar grandes bancos de Wall Street a desmembrar suas mesas de swaps. O acordo entre o presidente do Comitê Bancário do Senado, o democrata Christopher Dodd, e a presidente do Comitê de Agricultura, a democrata Blanche Lincoln, abre o caminho para que todos os 59 senadores democratas apoiem o projeto de lei de reforma financeira.

Entre os demais índices, o Nasdaq recuou 7,20 pontos, ou 0,28%, para 2.522,95 pontos. O S&P 500 fechou em baixa de 5,23 pontos, ou 0,43%, a 1.212,05 pontos, pressionado particularmente pelos componentes do segmento financeiro. As informações são da Dow Jones.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -1,22
    3,142
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    0,67
    70.477,63
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host