UOL Notícias Notícias
 

30/04/2010 - 14h26

Bolsas europeias fecham em queda no último dia de abril

Londres - Os principais mercados acionários europeus fecharam em queda, apesar da divulgação de dados positivos sobre a economia norte-americana, em meio às preocupações com a Grécia à espera de uma reunião de ministros das finanças da União Europeia (UE) prevista para o domingo. O índice pan-europeu Stoxx 600 caiu 0,8%, fechando em 259,60 pontos e levando as perdas no mês a 1,5%. "Apesar de um certo grau de otimismo no mercado de que o resgate da Grécia é iminente, os investidores não querem correr o risco de ficarem muito expostos às ações antes do feriado prolongado no caso de não haver progresso", comentou Angus Campbell, operador da Capital Spreads.

De acordo com as mais recentes informações, a Grécia concordou em elaborar um programa de austeridade fiscal que abrangeria 24 bilhões de euros. Se houver acordo quanto ao montante, é possível que isso facilite o trâmite de um multibilionário programa de ajuda oferecido pela União Europeia (UE) e pelo Fundo Monetário Internacional (FMI) e que "o anúncio ocorra nos próximos dias", avaliaram estrategistas do Citigroup.

O programa proposto "poderia permitir à Grécia ficar de fora dos mercados de capitais durante a duração do pacote e ganhar um tempo para iniciar uma dura reestruturação econômica pela qual a economia grega precisa passar", prosseguiram eles. As ações do Banco Nacional da Grécia avançaram 2,9% hoje, ajudando o índice composto ASE, da Bolsa de Valores de Atenas, a fechar em alta de 2,2%, em 1.869,99 pontos.

O setor de mineração foi o de pior performance no dia, com a Rio Tinto caindo 4,4% e a Vedanta Resources perdendo 3,8%. Já a British Petroleum viu suas ações caíram mais 1,5% enquanto a empresa continua empenhada nos esforços de contenção de uma extensa mancha de petróleo que hoje chegou ao litoral do Estado norte-americano da Louisiana.

As principais bolsas europeias, no entanto, encerraram o último dia de abril em baixa. O índice Dax, da Bolsa de Frankfurt, perdeu 0,15%, fechando em 6.135,70 pontos; em Paris, o índice CAC-40 caiu 0,62%, terminando a sessão em 3.816,99 pontos; na bolsa de Londres, o índice FTSE-100 recuou 1,15%, encerrando o pregão em 5.553,29 pontos.

Nos Estados Unidos, o Departamento de Comércio informou que os gastos dos consumidores norte-americanos cresceram no ritmo mais acelerado em três anos no primeiro trimestre de 2010, dando força a um crescimento econômico de 3,2%. "A maioria dos dados econômicos ainda aponta na direção da recuperação. Nós esperamos que essa tendência de dados econômicos positivos continue em 2011", analisaram estrategistas do Exane BNP Paribas. "Não vemos motivo para alterar nossa perspectiva positiva de 12 meses para as ações, mas preferimos adotar uma postura cautelosa enquanto se desenvolve a história da dívida soberana", concluíram. As informações são da Dow Jones.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,12
    3,283
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,05
    63.226,79
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host