UOL Notícias Notícias
 

05/05/2010 - 17h48

Ibovespa fecha em alta de 0,07%, puxada por Vale

São Paulo - A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) conseguiu se descolar da queda registrada nas principais Bolsas mundiais, sustentada pelos ganhos das ações da Vale. O tombo de mais de 4,5% ontem nos papéis da mineradora chamou os investidores para a ponta compradora, estimulados ainda pela boa perspectiva com o balanço da empresa, a ser divulgado hoje. No exterior, a decisão da Moody"s de colocar o rating (classificação de risco) de Portugal em revisão ampliou a aversão ao risco. As Bolsas de Nova York, no entanto, caíram menos que as europeias, por causa dos indicadores que continuam a mostrar recuperação na principal economia do mundo.

O índice Bovespa (Ibovespa) encerrou a quarta-feira em alta de 0,07%, aos 64.914,17 pontos. Na pontuação mínima do dia, registrou 63.533 pontos (baixa de 2,06%)e, na máxima, 65.612 pontos (alta de 1,14%). No mês, o indicador acumula perda de 3,87% e, no ano, de 5,36%. O giro financeiro totalizou R$ 7,883 bilhões. Os dados são preliminares.

As ações da Vale superaram 2% de ganhos, mas fecharam distante das máximas do dia, de mais de 3%. Vale ON avançou 2,49% e Vale PNA subiu 2,43%. O papel ordinário da companhia liderou o giro individual do índice, com R$ 1,386 bilhão. A média das projeções dos analistas sobre o balanço da Vale aponta para um lucro 10,7% maior no primeiro trimestre do que o registrado no mesmo período do ano passado, chegando a US$ 1,509 bilhão, em US GAAP. "O tombo de ontem também abriu oportunidade de compra", comentou um profissional.

Os metais, no entanto, recuaram, assim como o petróleo. Na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex, na sigla em inglês), o contrato futuro de petróleo com vencimento em junho recuou 3,34%, para US$ 79,97 o barril, depois que os dados mostraram aumento acima do esperado para os estoques de petróleo nos EUA na última semana. Petrobras acompanhou o comportamento do petróleo e caiu 0,32% (ações ON) e 0,76% (ações PN). As ações ON da Telebrás subiram 22,70% e as PN avançaram 19,50%, puxadas pela notícia de que a estatal integrará o Plano Nacional de Banda Larga do governo federal.

No exterior, as Bolsas europeias recuaram, puxadas pela notícia de que a Moody"s colocou em revisão para possível rebaixamento o rating Aa2 aplicado aos bônus de Portugal. Nos EUA, o tombo foi um pouco menor, já que os indicadores conhecidos hoje, sobretudo os dados da ADP sobre o mercado de trabalho, agradaram. O Dow Jones perdeu 0,55%, o S&P recuou 0,66% e o Nasdaq cedeu 0,91%.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    15h09

    -0,34
    3,255
    Outras moedas
  • Bovespa

    15h14

    1,94
    63.875,91
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host