UOL Notícias Notícias
 

06/05/2010 - 07h50

Crise europeia continua a afetar e Bolsas da Ásia caem

Tóquio - Os mercados asiáticos seguiram em queda acentuada nesta quinta-feira. Assim como em toda a semana, as preocupações a respeito da crise de débito da Europa nortearam os pregões.

Este foi o caso da Bolsa de Hong Kong, que também foi afetada pelas medidas de aperto na China e as notícias de que a Swire Pacific irá fazer uma oferta pública inicial bilionária de uma de suas unidades. O índice Hang Seng caiu 194,13 pontos, ou 1%, e terminou aos 20.133,41 pontos.

As Bolsas da China atingiram o pior nível em oito meses. O Xangai Composto perdeu 4,1% e encerrou aos 2.739,70 pontos, a menor pontuação desde 2 de setembro. O índice Shenzhen Composto caiu 3,7% e terminou aos 1.088,31 pontos.

O yuan seguiu estável em relação ao dólar, por conta da pouca variação na taxa de paridade central dólar-yuan, em que pese a forte queda do euro diante da moeda norte-americana - maior baixa em 14 meses. No mercado de balcão, o dólar fechou cotado em 6,8266 yuans, de 6,8263 yuans do fechamento de quarta-feira.

Em Taiwan, a Bolsa de Taipé apresentou a oitava sessão seguida de baixa. O índice Taiwan Weighted caiu 1,5% e fechou aos 7.579,48 pontos, no pior fechamento desde 4 de março.

Na Coreia do Sul, o índice Kospi da Bolsa de Seul fechou abaixo dos 1.700 pontos pela primeira vez desde março. O índice recuou 2% e terminou aos 1.684,71 pontos.

Já na Austrália, também houve decepção com os dados sobre o comércio varejista em março. O índice S&P/ASX 200 teve sua maior queda em três meses e baixou 2,2%, fechando aos 4.573,2 pontos.

Na Bolsa de Manila, nas Filipinas, o índice PSE recuou 0,3% e fechou aos 3.167,83 pontos.

A Bolsa de Cingapura teve baixa, seguindo os mercados acionários ao redor do mundo, que continuam enovelados sob a onda de aversão ao risco derivada das preocupações com as dívidas soberanas de alguns países da Europa. Mas compras de ofertas de ocasião na última hora de negociação amorteceram a queda e levou muitas ações a fecharem no território positivo após terem operado no vermelho a maior parte do dia. O índice Straits Times perdeu 0,7% e fechou aos 2.839,65 pontos.

O índice composto da Bolsa de Jacarta, na Indonésia, recuou 1,3% e fechou aos 2.810,62 pontos, seguindo as perdas nos demais mercados regionais em meio à crescente preocupação sobre a crise da dívida da zona do euro.

O índice SET da Bolsa de Bangcoc, na Tailândia, recuou 1,5% e fechou aos 785,25 pontos, acompanhando o mau desempenho nos demais mercados externos.

O índice composto de cem blue chips da Bolsa de Kuala Lumpur, na Malásia, cedeu 0,2% e fechou aos 1.331,87 pontos, também por conta de preocupações com a Europa e com mais medidas de aperto na China, a despeito dos bons fundamentos domésticos. As informações são da Dow Jones

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    15h49

    0,66
    3,168
    Outras moedas
  • Bovespa

    15h51

    0,65
    65.522,91
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host