UOL Notícias Notícias
 
24/05/2010 - 13h45 / Atualizada 24/05/2010 - 13h50

Transporte começa a voltar ao normal no Rio

São Paulo - A paralisação dos motoristas da cidade do Rio de Janeiro, iniciada na madrugada desta segunda-feira não atingiu o esperado pelo Sindicato dos Rodoviários do Município e a adesão à greve vai diminuindo ao longo do dia. Das 47 empresas, 15 operaram com 100% da frota já pela manhã, de acordo com a Rio Ônibus.

Segundo Sindicato das Empresas de Ônibus da Cidade do Rio de Janeiro (Rio Ônibus), a greve não mobilizou toda a categoria e causou problemas apenas em sete das 47 empresas da cidade, concentrando-se em áreas como a Barra da Tijuca, Jacarepaguá e parte da zona norte. As zonas oeste e sul quase não foram afetadas. De acordo com a Secretaria Municipal de Transportes, na zona sul praticamente toda a frota estava rodando.

A expectativa do Rio Ônibus é que a situação à tarde melhore, devendo alcançar 80% da frota, pois os motoristas estão conseguindo chegar às garagens para o segundo turno, iniciado às 12h. Pela manhã, mais da metade da frota entrou em circulação: 60% na estimativa das empresas. As empresas Real Auto Ônibus e Expresso Pégaso, as mais afetadas nos episódios anteriores, funcionaram normalmente hoje.

De acordo com a Rio Ônibus, alguns ônibus da Transportes Santa Maria e da Real Auto Ônibus foram depredados, mas não houve registro de tumultos.

As empresas mais afetadas pela paralisação foram a Viação Redentor, a Litoral Rio Transportes, a Transportes Santa Maria, as viações Acari e Verdun, a Transportes Estrela e a Rodoviária A. Matias. O julgamento sobre a ilegalidade da greve está marcado para hoje às 14h no Tribunal Regional do Trabalho.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,59
    3,276
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -1,54
    61.673,49
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host