UOL Notícias Notícias
 
27/05/2010 - 07h32 / Atualizada 27/05/2010 - 07h55

Bolsas asiáticas se mantêm em alta; HK ganha 1,2%

Tóquio - Os investidores estiveram otimistas nesta quinta-feira nos mercados da Ásia. Vários fatores contribuíram para o bom desempenho das bolsas, como a redução das tensões geopolíticas na península coreana, os ganhos do euro e das commodities.

A Bolsa de Hong Kong continuou sua recuperação, com a diminuição dos temores sobre um aperto monetário na China e a presença de investidores em busca de ofertas de ocasião. O índice Hang Seng subiu 234,92 pontos, ou 1,2%, e terminou aos 19.431,37 pontos.

Já as Bolsas da China tiveram alta expressiva, revertendo as perdas da sessão da manhã. O índice Xangai Composto subiu 1,2% e encerrou aos 2.655,92 pontos. O índice Shenzhen Composto ganhou 2% e terminou aos 1.060,33 pontos.

O yuan seguiu desvalorizado em relação ao dólar, ainda por conta da forte demanda de fim de mês pela moeda norte-americana por parte dos bancos locais, possivelmente em nome de clientes corporativos estabelecendo as transações porque o fim do mês se aproxima. Mas, no exterior, os contratos de dólar futuro caíram uma vez que a relativa estabilidade do euro levou fundos de hedge a realizar lucros em suas posições em dólar. No mercado de balcão, o dólar fechou cotado em 6,8315 yuans, de 6,8291 yuans do fechamento de quarta-feira.

Os caçadores de ofertas voltaram a alavancar a Bolsa de Taipé, em Taiwan, estendendo os ganhos da véspera. O índice Taiwan Weighted subiu mais 1,1% e fechou aos 7.243,16 pontos.

Na Coreia do Sul, a valorização do won diante do dólar sinalizou a diminuição das tensões geopolíticas com a Coreia do Norte e ajudou a Bolsa de Seul a fechar em alta, com o índice Kospi registrando ganho de 1,6%, fechando aos 1.607,50 pontos.

A Bolsa de Sydney, na Austrália, deixou de lado as preocupações sobre as intenções de investimento da China em relação à Europa. O índice S&P/ASX 200 encerrou com elevação de 1,7%, fechando aos 4.379,2 pontos.

O índice PSE da Bolsa de Manila, nas Filipinas, terminou com um avanço de 1%, fechando aos 3.156,53 pontos, impulsionado pela divulgação do crescimento do PIB no primeiro trimestre.

A Bolsa de Cingapura fechou em alta, uma vez que os investidores, encorajados pela falta de notícias negativas significativas nos últimos dois dias, começaram a voltar aos mercados globais. O índice Straits Times subiu 1,6% e fechou aos 2.739,70 pontos.

O índice composto da Bolsa de Jacarta, na Indonésia, ganhou 0,6% e fechou aos 2.713,92 pontos com compras de barganhas no final da sessão nos setores de mineração, automotivo e bancário. A estabilidade da moeda rupia e os ganhos nos demais mercados da Ásia também inspiraram as compras.

O índice SET da Bolsa de Bangcoc, na Tailândia, teve alta de 1,1% e fechou aos 737,28 pontos, em linha com os demais mercados regionais, com a bolsa se recuperando das perdas na semana após violento desfecho dos protestos antigoverno na capital.

O índice composto de cem blue chips da Bolsa de Kuala Lumpur, na Malásia, subiu 1,6% e fechou aos 1.269,16 pontos, interrompendo nove sessões consecutivas de baixa, com destaque para papéis dos setores imobiliário e de tecnologia. Os resultados positivos das demais bolsas asiáticas também contribuíram para o sentimento positivo. As informações são da Dow Jones.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    17h00

    0,40
    3,279
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,95
    63.257,36
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host