UOL Notícias Notícias
 
28/05/2010 - 10h30 / Atualizada 28/05/2010 - 10h54

Remédio contra aids corta infecção em 92%, diz estudo

São Paulo - Remédios para o tratamento da aids cortaram a transmissão do vírus causador da doença, o HIV, entre parceiros sexuais em 92%, afirma estudo financiado pela Fundação Bill and Melinda Gates, que recomenda o tratamento imediato das pessoas infectadas. Segundo a pesquisa, feita por uma equipe internacional de cientistas e publicada na revista especializada em medicina The Lancet, apenas 1 entre as 349 pessoas heterossexuais infectadas, acompanhadas pelos especialistas e que iniciaram o tratamento contra a aids, passou o vírus para alguém.

Isso corresponde a uma taxa de transmissão de 0,37 infecção em cada 100 pacientes por ano entre aqueles que começaram a terapia, contra 2,24 infecções em cada 100 pacientes por ano entre aqueles que não tomaram os remédios. Segundo os especialistas, uma pesquisa sobre os efeitos dos remédios contra a aids na transmissão do vírus HIV por um período maior de tempo está sendo realizada.

O estudo, que também recebeu recursos dos Institutos Nacionais de Saúde, corrobora um outro que sugeriu que o avanço da aids nas nações africanas mais afetadas poderia cair 95% em uma década se os infectados recebessem imediatamente os medicamentos. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,12
    3,283
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,05
    63.226,79
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host