UOL Notícias Notícias
 
10/06/2010 - 16h59 / Atualizada 10/06/2010 - 17h05

Dólar cai 3,7% em três dias e volta ao nível de R$ 1,80

São Paulo - O dólar comercial caiu mais de 2% hoje e em três dias seguidos de baixa acumula agora queda de 3,77%. No encerramento das negociações do mercado interbancário de câmbio, o dólar estava cotado a R$ 1,808, desvalorização de 2,11% no dia, taxa mínima das transações registradas hoje. No mês, passou a acumular perda de 0,66%. Na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), o dólar negociado à vista fechou o pregão desta quinta-feira em queda de 2,06% a R$ 1,808. O euro comercial caiu 1,13% no dia para R$ 2,189.

O dólar viveu um dia de desvalorização generalizada em relação a boa parte das divisas rivais nesta quinta-feira, na medida em que os dados sobre a economia da China em maio afastaram os temores de que a Europa pudesse afetar a recuperação global. No Brasil, mais dois fatores contribuíram para fortalecer a moeda local em detrimento da americana pelo terceiro dia consecutivo: a elevação da taxa básica de juros ontem para 10,25% ao ano, e a aprovação do processo de capitalização da Petrobras nesta madrugada pelo Senado, dois fatores considerados atraentes ao capital estrangeiro.

Além do salto de 48,5% nas exportações da China em maio na comparação com o mesmo mês do ano passado, dando impulso à demanda por matérias-primas (commodities), o crescimento do emprego na Austrália foi superior ao esperado e a Nova Zelândia elevou sua taxa de juros para tentar conter o crescimento da economia. As moedas da Austrália e da Nova Zelândia subiram mais de 2%.

Com os principais temores afastados, ativos considerados seguros como dólar e ouro tiveram um dia de quedas, enquanto ações, commodities e moedas de emergentes como o Brasil se valorizaram. O alívio garantiu a volta do euro ao patamar de US$ 1,20. No mercado local, o Banco Central realizou leilão para compra de moeda no mercado à vista por volta das 15h40 e fixou a taxa de corte das propostas em R$ 1,8092.

"A queda de hoje é mais um reflexo do exterior, onde as bolsas de Nova York avançam quase 3% a partir dos dados fortes da Ásia. No caso da capitalização da Petrobras, há a expectativa de fluxo, mas ninguém ainda sabe como será o processo", ponderou Luiz Eduardo Portella, operador de câmbio e renda fixa do Banco Modal.

No segmento de câmbio turismo, o dólar caiu 0,83% para R$ 1,917 (venda) e R$ 1,787 (compra). O euro turismo foi negociado em média a R$ 2,307 (venda) e R$ 2,15 (compra), recuo de 0,86% no dia.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,22
    3,148
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h22

    0,64
    65.099,56
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host