UOL Notícias Notícias
 
10/06/2010 - 17h22 / Atualizada 10/06/2010 - 18h00

Nyse começa a testar circuit-breaker parcial de ações

Nova York - A Securities and Exchange Comission (SEC, a comissão de valores mobiliários dos EUA) aprovou uma norma pela qual ações componentes do índice S&P-500 terão negócios suspensos por cinco minutos, caso tenham subido ou caído 10% num período de cinco minutos ou menos. A norma foi adotada depois do "crash relâmpago" de 6 de maio e será adotada experimentalmente durante seis meses.

Os novos circuit-breakers começarão a entrar em vigor na Bolsa de Nova York (Nyse) nesta sexta-feira, assim como os mercados eletrônicos BATS Global Markets e Direct Edge. O vice-presidente de Comunicações Corporativas da NYSE Euronext, Raymond Pellecchia Jr., disse que na Nyse apenas cinco ações (EOG Resources, Genuine Parts, Harley Davidson, Ryder System e Zimmer Holdings) serão cobertas pelo circuit-breaker nesta sexta-feira. As outras 399 ações do S&P-500 que também estão listadas na Nyse entrarão nesse sistema até 16 de junho. No Nasdaq, a norma entrará em vigor no dia 14.

"Essas novas normas vão assegurar que todos os mercados façam uma pausa simultaneamente e deem tempo para que compradores e vendedores negociem a preços racionais", disse a presidente da SEC, Mary Schapiro. O órgão considera que o circuit-breaker para ações individuais é o primeiro de vários passos de um esforço para conter os danos causados por flutuações incomuns no mercado, como aquela ocorrida em 6 de maio. A norma dos circuit-breakers valerá entre 9h45 e 15h45 (horário de Nova York), ou seja, ela exclui os primeiros 15 minutos e os últimos 15 minutos do pregão.

A SEC também está trabalhando com as Bolsas na elaboração de uma política unificada e previsível para o cancelamento de ordens erradas. Depois do "crash relâmpago" de maio, as Bolsas decidiram cancelar todas as ordens executadas a preços que fossem mais de 60% acima ou abaixo daqueles que apareciam nas telas antes das 14h40 locais. Tanto as Bolsas como as autoridades reguladoras se disseram insatisfeitas com aquela decisão. As informações são da Dow Jones.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host